Como Aumentar as Visitas ao Meu Blog ou Site > 7 de 9 > Video Marketing

O Video Marketing, como forma de aumentar as visitas ao seu blog ou site, é, no fundo, uma derivação do Marketing de Artigos, mas num plano que tem outro alcance.
Vejamos, o Youtube no espaço de meses após o seu lançamento, tornou-se num dos sites mais visitados do planeta. Admirado?
Possivelmente não. E porquê?
Porque com os avanços tecnológicos (camaras digitais, telemóveis, etc), é cada vez mais fácil criar videos, logo, fazia todo o sentido criar espaços para os partilhar. O Youtube, entre outras coisas, é isso mesmo.

videomarketing
Agora, o que comecou com um site, o Youtube, apesar de haver outros que já existiam antes do Youtube, como o Metacafe que existe desde 2003, enquanto que o Youtube iniciou a sua actividade em 2005, já se replicou em dezenas de outros sites de partilha gratuita de video.

As pessoas aderiram ao video de uma forma quase explosiva. Entre outros motivos porque, é, de facto, mais fácil ver um video de 8 minutos do que ler um artigo de 2 ou 3 mil palavras. Além de outro factor muito importante, é que no caso dos videos educativos, as pessoas preferem que lhes seja mostrado como algo se faz, do que ler sobre como se faz.

Basta que se pergunte a si próprio, se prefere que lhe diga como se faz um logotipo usando o Photoshop, ou se prefere que lhe mostre como se faz, por exemplo.

Tem uma certa lógica, e esse é um dos motivos do porquê do video ser tão poderoso, é que, está provado que, em termos cognitivos, através do video, consegue-se captar mais sentidos do que através de outros métodos.
Com isto não quero dizer que é o único método ou que é o mais adequado para qualquer finalidade, mas que, se for usado com bom senso, pode efectivamente tornar-se muito eficaz.

Vale a pena considerar a criação de vídeos na sua actividade de marketing. Faça vídeos onde ensina algo ou onde passa conhecimento sobre algo relativo ao seu site, blog ou negócio, pois torna-se uma forma mais interactiva e, eventualmente, mais pessoal de atingir a sua audiência.

Existem algumas técnicas específicas para obter ainda melhores resultados quando se utiliza o Video Marketing para promover um site ou um produto ou serviço, que irei abordar em artigos futuros.
Seja como for, já tem aqui informação suficiente para passar à prática.

Já utiliza vídeos na promoção/divulgação do seu site?
Veja aqui o canal do WebmarketingPT no Youtube!

  • Tentei fazer um uma vez, mas minha voz ficou tão horrível que desisti. Acho que é minha placa de som que é ruim, mas ficou sem condições.
    Mas o dia que trocar meu notebook vou fazer vídeos sim, já li em vários lugares que realmente dá resultado, e quero testar!
    Um abraço!

  • Sandra,
    Eu vou ser sincero consigo:
    Eu não gosto especialmente de me ver e ouvir em vídeo, mas para mim o mais importante de tudo é passar a mensagem.
    Sou capaz de repetir um vídeo 3 vezes se achar que não passei bem a mensagem, ou que esta não ficou muito clara, mas por achar que fiquei mal, ou que a minha voz não ficou muito bem, nem me dou ao trabalho.
    Não sou estrela de cinema nem de TV, portanto, nem me preocupo em ser.

    Eu sei que também posso sair um pouco prejudicado por isso, mas não tenho tempo para perder com coisas, que para mim, são secundárias.
    Considero a “embalagem” importante, mas mais importante ainda, é o conteúdo!

    Abraço,
    JR

  • Sandra, já experimentou outro microfone?
    Também pode ser isso…

  • Oi João!
    Se minha voz tivesse ficado só feia não teria muito problema, o problema é que a voz ficou tão feia e tão baixa que estava impossível de entender!
    Não deu certo, infelizmente, mas pretendo um dia fazer vídeos sim, com certeza, mas não foi dessa vez… rs…
    Um abraço!

  • Não tinha visto a outra resposta, sim, troquei de microfone, o problema é realmente a placa de som…
    Um abraço!

  • Ah ok, nesse caso tem mesmo de dar um jeito no hardware :)
    Eu queria ter feito uns vídeos nesta última semana, mas o meu desktop teve que ir ao “médico” e só voltou hoje…
    Abraço,
    JR

  • Nunca fiz um vídeo mas penso no futuro fazer.
    Através de um vídeo é muito mais fácil explicar como se faz uma coisa do que através de texto além de para quem vê ser mais fácil de entender e dá sempre para parar e voltar atrás.

  • Esse é um dos principais motivos pelo qual eu os faço.
    Embora não sendo um Alan Delon, para mim o conteúdo é o que mais conta.

  • Olá João,

    A comunicação por vídeo está a aumentar de dia para dia, Vai ver que daqui a um ano,duplicará a comunicação por vídeo.

    Eu gosto de aulas em vídeo. No meu blog nem pensar nisso porque o nicho não dá.

    Mas espero que o João continue.

    Um abraço.

  • Não só penso continuar, como melhorar nos vídeos que gravo.
    Como se costuma dizer: “o hábito faz o monge”.
    (acho que é isto. se não é, é parecido)

    Abraço,
    JR

  • Força com isso João. Os vídeos são sempre bons para vermos.

  • Bruno

    João faca vídeos que a interacção com o leitor é maior, outra coisa coloque um link(foloww mesmo) para o seu canal no youtube, acho que deveria arranjar um espaço para isso porque acaba por receber um backlink.

  • Obrigado pela força! :)

    Boa ideia Bruno. Vou ter de arranjar um tempinho para tratar das incompatibilidades to template e rearranjar a sidebar.

    Abraço,
    JR

  • João não sei quanto tempo tens o teu blog e à quanto tempo usas este theme já que sou um leitor algo recente mas se for à algum tempo se calhar mais vale arranjar um novo theme para usares. Se calhar andares a resolver as incompatibilidades deste vai dar mais trabalho que adaptares outro.

  • Percebo-te perfeitamente Nelson.
    Inclusive já pensei nisso, mas o blog tem apenas 7 meses (podes ver pelo arquivo na sidebar) e este custou-me “uma nota” :), por isso queria pelo menos tentar ver o que consigo fazer, antes de desistir…
    Vou ter algum tempinho agora pelo Natal. Vamos ver..

  • João não me lembrei da sidebar.
    Ainda era para ir ver o primeiro artigo mas depois lembrei-me que podias ter muitos e demorar muito.
    Sendo ele pago a coisa toma outro sentido.

  • “Sendo ele pago a coisa toma outro sentido.”
    É principalmente por isso que estou mais chateado, mas como ainda não experimentei a sério dar a volta à coisa, não desisti.
    Vou ter de fazer um backup e testar noutro domínio para não afectar o desempenho do blog, e depois logo vejo se resulta ou não…

    Abraço,
    JR

  • Oi João!
    Nada que umas alterações não resolvam, também não está tão ruim assim. Depois escreve um artigo dizendo as desvantagens e vantagens em comprar themes.
    Quem te vendeu não dá suporte?
    Um abraço!

  • João pois tem os dois lados. Sendo pago é mais difícil de mudar de tema e por outro lado os problemas são mais chatos.
    Se der algum erro pode ser mais fácil fazendo uma pesquisa na net podes ser que encontres a solução. Se simplesmente não der é mais complicado.

  • @ Sandra,

    Eles dão suporte, mas como todos os que tenho visto, nenhum garante a compatibilidade com 100% dos plugins disponíveis.

    “Depois escreve um artigo dizendo as desvantagens e vantagens em comprar themes.”
    É uma ideia…

    @ Nelson,
    “Se simplesmente não der é mais complicado.”
    Infelizmente é o caso. Os plugins simplesmente deixam de funcionar ou impedem outros ou o próprio tema de funcionar correctamente.
    Tenho aqui algum trabalhinho para fazer.

    Abraço,
    JR

  • Eu sei bem o que isso é. Já tive problemas com um plugin para criar um slideshow que só dava no firefox. Testei para ai 10 outros plugins até encontrar um que me satisfizesse.
    Outro problema que tive foi com um plugin de publicidade. Nesse tive mesmo de o acabar por retirar porque mandava o servidor inteiro abaixo.

  • Bruno

    Era um bom artigo João, na minha opinião não compensa muito só mesmo que aqueles que custam 20$ mas há outros que custam 175$ e mais um pouco manda-se fazer um site de raiz…

  • Olá!
    Eu também já tive problemas com plugins, alguns simplesmente fazem os outros pararem de funcionar, vai entender.
    No meu caso foram os feeds que simplesmente pararam de funcionar por causa do plugin wass-up, um plugin bobinho que via as visitas em tempo real do blog que só usei para experimentar e depois esqueci de desinstalar. Acontece!
    []s

  • Bruno estavas a referir-te a um site de raiz ou um tema de raiz?

    Sandra é perfeitamente normal. E as vezes andamos as voltas para conseguir descobrir qual é o plugin que causa os problemas.

  • Bruno

    Referia-me ao design do site portanto a um tema de raiz.

  • Vou aproveitar para tirar uma dúvida antiga. Tenho visto muitas vezes usar a palavra “tema” para significar o desenho do blog?
    Eu utilizo “tema” para dizer “assunto”.Exemplo: O tema sobre o qual vou falar é…

    Não duvido que esteja certo, mas deve haver uma razão.

    Abraço.

  • Olá José!
    Sim tema tem vários sentidos, seja template, assunto e até lição de casa! É, aqui no sul do Brasil eles não dizem ‘Eu tenho lição de casa’, dizem ‘tenho tema de aula’! É mole!?
    Mas aqui estamos falando de themes, templates de blogs.
    Espero ter ajudado.
    Um abraço!

  • José eu digo tema porque não sei bem que palavra em português escolher.
    Ás vezes digo theme, outras template etc.

  • Eu compreendo mas quem não tem experiência na blogosfera, às vezes fica um pouco baralhado. :)

    Um abraço

  • José é normal.
    Mas agora já sabes.

  • Por isso que sempre pode contar com quem entende algumas coisas mais que você, como quem não entende certas coisas que tu entende pode contar contigo, não é assim aqui? Claro, sempre há os que não descem do pedestal e se sentem superiores, mas a maioria com quem interagi até agora foi bacana.
    Um abraço!

  • Sim, há umas estrelas que só falam com outras estrelas, mas isso é como em tudo na vida.
    Em compensação, conhecem-se pessoas como vocês que fazem com que a experiência valha a pena :)

    Abraço,
    JR

  • Pingback: Canal do WebMarketingPT no YouTube – “I’ll Be Back!” | Web Marketing PT()