Formas Acessíveis para Divulgar a Sua Marca em Eventos

Os clientes aproximam-se do seu stand, um balcão de linhas arredondadas e com a cor da marca, ladeado por roll-ups com conteúdos apelativos. Demoram-se a observar os produtos expostos e a pedir informações aos colaboradores impecavelmente fardados. Recolhem, para dentro de um saco com o logotipo da empresa impresso a cores (cortesia da casa), panfletos, amostras do produto, catálogos e até rebuçadinhos para as crianças que, já agora, também recebem um balão colorido! Os oradores do evento, ali bem perto, acenam e agradecem a oferta: nada mais útil de que um ponteiro laser para as suas apresentações! Os prospects vão indicando emails e… Ops! Acordou? Não passou de um sonho, sim, mas um sonho que se pode tornar realidade. Saiba como, lendo este artigo! Continue reading “Formas Acessíveis para Divulgar a Sua Marca em Eventos”

O que é o Facebook Live + Dicas (Muito) Úteis

O Facebook dá mais um passo para tentar ganhar a guerra do domínio do vídeo com o atual rei, o YouTube.
Desta vez o Facebook liberou a emissão de vídeo em tempo real, à semelhança do Hangouts do Google/Youtube. O Facebook live video stream é uma funcionalidade que permite a qualquer utilizador realizar emissões “ao vivo” e em tempo real dentro da plataforma do Facebook e sem necessidade de recorrer à utilização de outras aplicações externas.

fb-live

Esta funcionalidade já tinha sido lançada em vários países e foi recentemente liberada.
Uma das grandes vantagens é sem dúvida, o aumento da aproximação entre os emissores e o público que esta funcionalidade confere, tal como o podíamos fazer até agora com o Google Hangouts.

A dinâmica que se consegue neste tipo de eventos é enorme e as possibilidade (quase) infinitas permitindo aumentar ainda mais as possibilidade de captação de leads e negócio dentro do Facebook.

Aqui ficam 7 dicas do próprio facebook para uma melhor utilização do Facebook Live:

  1. Avisar com antecedência quando você vai iniciar a emissão
  2. Tente assegurar uma boa ligação de internet para que a emissão não sofra falhas
  3. Escreva uma boa descrição do evento para que este atraia mais a atenção do seu público
  4. Peça a quem está a assistir ao seu vídeo para o seguirem de forma a melhorar as interações
  5. Responda às pessoas pelo nome e cumprimente-os.
  6. Crie emissões com alguma duração de forma a captar uma audiência maior.
  7. Seja criativo e crie emissões frequentemente

Veja aqui como instalar e configurar um evento Facebook Live.

Você já utilizou? Qual a avaliação?

Ainda Acha Que o Conteúdo é REI?… Está enganado!

Já se ouve esta expressão há algum tempo, mas será que tem consciência da sua importância?
Diz-se que o conteúdo é REI porque tem um papel fundamental no âmbito do marketing digital.
Ele atrai visitantes, converte-os em seguidores, fãs ou assinantes, e acompanha-os nas várias fases do processo de compra. Mas será mesmo assim? Se calhar não…

Muita gente pensa que basta escrever umas coisas, ou fazer uns vídeos, porque é giro e “está na moda” e porque os “gurus” falam muito do storytelling, etc, e que isso é que irá fazer a diferença e trazer-lhe resultados.

Você é um deles?
Quer seja ou não, é uma boa ideia ler este artigo.

conteudo-rei

A verdade é que o conteúdo pode e deve ser o combustível que alimenta a relação entre você e os visitantes do seu site, os seus seguidores, ou clientes.
É com este pensamento em mente que você deve criar e implementar uma estratégica de Content Marketing (Marketing de Conteúdo).

No entanto, a internet mudou e evoluiu, e se anteriormente a preocupação dos utilizadores era encontrar o conteúdo que procuravam na internet, a preocupação agora é filtrar por todo o conteúdo que se encontra online (que é imenso) por forma a encontrar o melhor conteúdo para o tema em questão.

Levanta-se então a questão:

Será suficiente criar conteúdos para ser bem sucedido na implementação da sua estratégica de Marketing de Conteúdo?

Claramente que não!

Não só é importante criar conteúdo,  como é absolutamente fundamental, criar conteúdo com qualidade e adequado a cada momentum.

Então ainda acha que o conteúdo é REI?

Claro que não! O verdadeiro REI é o conteúdo com qualidade no momento certo!

Esse sim é Rei, pois é esse que vai fazer com que você se destaque da imensidão de resultados que os utilizadores encontram online quando pesquisam sobre esse tema.

Descoberto o verdadeiro REI, o importante é definir os vários tipos de conteúdo e a forma, o canal e o momento como este é apresentado ao seu target (público-alvo).

O Melhor Conteúdo quanto ao Objetivo

O conteúdo pode ser mais ou menos adequado consoante o seu objetivo com a sua criação.
O seu objetivo é educar a sua audiência sobre um certo tópico? Converter os seus visitantes em clientes?

Este deve ser sempre o ponto de partida antes de analisar os restantes aspetos na criação de conteúdos e deve estar sempre presente nas várias fases da criação dos conteúdos pois é determinante na forma como o conteúdo é criado.

O Melhor Conteúdo quanto ao Target

Para determinar qual a melhor forma de criar conteúdo, deve ser considerado o seu target e os seu hábitos de consumo.
O conteúdo deve ser adequado ao seu target pois o seu formato pode fazer com que tenha maior ou menor aceitação.

No caso do seu target consumir conteúdos visuais, tudo o que seja imagens, vídeos, gráficos, etc, vai certamente ter impacto e ser bem aceite.

O Melhor Conteúdo quanto à Apresentação

O conteúdo pode ser apresentado das mais diversas formas e formatos.
Em cada caso deve ser sempre analisado, além do target e os seu hábitos de consumo, a linguagem e tipo de relação que você quer criar cpm a sua audiência. Pretende que seja algo mais formal ou menos formal? com uma linguagem mais direta ou mais subjetiva? uma abordagem mais técnica ou mais acessível a todos?

No meu caso, eu optei por adotar uma linguagem informal, fácil e acessível a todos. Aliás é esse um dos pilares do Web Marketing PT, fazer chegar conteúdos de qualidade a todos aqueles interessados nestes temas, mas com uma linguagem acessível de forma a poder ser consumido por todos e não apenas por marketeers ou entendidos na matéria.

O Melhor Conteúdo quanto ao Momentum

Diferentes momentos no processo de compra pedem diferentes tipos de conteúdo.

Utilizadores que estão num momento de pesquisa de informação vão concerteza agradecer se você publicar um conteúdo informativo sobre esse tema.

Utilizadores que estão num momento de pesquisa de uma solução para um problema, se encontrarem algo que apresente uma solução ou soluções para esse problema, será algo que irá resultar muito bem.
O mesmo para utilizadores que estão num momento que precede a compra e que querem comparar produtos ou serviços, neste caso um comparativo será algo que irá ajudar o utilizador e por isso será muito bem recebido.

Distribuição – Como fazer chegar a mensagem ao destinatário?

Depois de analisados todos estes pontos e de bem delineada a sua estratégia de marketing de conteúdo, é o momento de planear a sua distribuição.

Não interessa apenas a criação de conteúdo. A sua distribuição e o esforço nela depositado deve ser tanto ou ainda mais do que aquele dedicado à sua criação.

É absolutamente crucial investir na divulgação do seu conteúdo por forma a fazê-lo chegar aos utilizadores que nele têm interesse, e para isso é necessário analisar os canais de distribuição mais adequados para cada formato de conteúdo considerando também os pontos atrás enumerados.

A escolha dos canais mais indicados será determinante no potencial da distribuição do seu conteúdo e por isso é tão importante que seja feita como o  mesmo empenho e dedicação.

Espero ter ajudado a desmistificar um pouco o porquê da importância do conteúdo e da implementação de uma estratégia de Marketing de Conteúdo para maximizar o potencial de captação de leads e de negócio.

Esta é uma das formas mais importantes que sustentam as estratégias de Inbound Marketing, que falei recentemente.

Já planeou a sua estratégia de conteúdos?

Desde o seu planeamento à sua distribuição?

O Que é Inbound Marketing e Como Funciona?

Neste artigo vou explicar a importância do Inbound Marketing e porque o seu entendimento sobre marketing tem de se atualizar, de forma a melhorar a sua presença online e o seu retorno sobre os seus investimentos.

No Marketing Tradicional são utilizadas técnicas que são disruptivas e intrusivas, isto é, são técnicas assentes no ato de colocar as mensagens em frente aos utilizadores mesmo quando estes não estão interessados.

No Inbound Marketing, é precisamente ao contrário. São os utilizadores que vão ao seu encontro fruto do trabalho prévio feito por si.

inbound-marketing

O que é Inbound Marketing?

Inbound Marketing é o conjunto de técnicas em que, ao contrário do Marketing Tradicional, tem o consumidor em mente e o objetivo não é impor a nossa mensagem à frente dos utilizadores de forma intrusiva, mas sim atraí-lo de forma legítima para o “nosso mundo” através da criação de conteúdos apelativos e úteis que sejam do interesse dos utilizadores.

Muitos de nós já o fazemos há algum tempo, outros também o fazem mas sem saber muito bem porque ou a melhor forma de o fazer (pode ser o seu caso).

Como funciona o Inbound Marketing?

Para implementar uma estratégia de Inbound Marketing, é necessário que se foque na criação de conteúdos de valor para o seu utilizador, de forma a atraí-lo para o seu ecossistema, e posteriormente convertê-lo em cliente com outros conteúdos de maior valor (vídeos, ebooks, etc), tornando-o assim num cliente satisfeito.

É importante que estes conteúdos seja produzidos com o processo de otimização do seu site em mente, de forma a tirar mais partido do conteúdo que produziu e a maximizar o alcance da sua comunicação.

Quanto mais utilizadores virem a sua mensagem, naturalmente maior será o seu impact e, consequentemente, o seu retorno.

Quais os melhores conteúdos para o seu caso?

Uma das Regras de Ouro do Marketing é saber exatamente o que as pessoas querem e dar-lhes exatamente isso.

Muitos marketers e gestores assumem que já sabem tudo. São uma espécie em expansão que eu chamo de “Mentes Iluminadas”.

Já sabem tudo, desde o que os seus utilizadores e clientes querem e procuram até ao que eles mais valorizam, o que é verdadeiramente extraordinário (sarcasmo).

No meu caso e no dos comuns dos mortais, como não somos tão iluminados nem tão pouco temos bolas mágicas de cristal, temos de descobrir exatamente o que os nossos utilizadores/clientes gostam e valorizam, e para isso não há melhor forma do que, nada mais nada menos: lhes perguntar diretamente!

Se você ainda acha que sabe tudo, não se preocupe que brevemente vai chegar o dia em que vai perceber que afinal não é bem assim.

Mas então como lhes colocar as perguntas que precisa?

Basta criar um breve questionário e apresentá-lo aos seus visitantes. Para isso aqui encontra 5 aplicações grátis para criar questionários online (há dezenas). Atualmente isto já é tão fácil de fazer que até chateia 🙂

Aconselho também a leitura deste artigo sobre manter os seus clientes fidelizados, onde também falo sobre este tema tão importante.

Tendo este ponto assegurado e tendo noções concretas e assentes em factos do que os seus utilizadores/clientes procuram e valorizam, cabe-lhe a si planear a criação de conteúdos de acordo com essas temáticas.

Conclusão

A lógica é ajudar os utilizadores que estão interessados nos seu tema/temas, a encontrar conteúdos que os ajude nas várias fases do processo de pesquisas, seja uma pesquisa por mais informação, uma pesquisa para resolver algum tipo de problema ou uma pesquisa sobre preços/vantagens, comparativos, etc.

Consoante o tipo de pesquisa, deverá optar por um tipo de abordagem e conteúdo, mas isso é outro tema que irei falar brevemente.

Aqui o importante é perceber a lógica que deve estar na base da criação dos conteúdos para obter os melhores resultados na implementação da sua estratégia de Inbound Marketing.

Espero que tenham ficado claras as vantagens desta estratégia face ao marketing tradicional.

Se tiver alguma dúvida, não hesite em deixar um comentário.

E a sua estratégia já assenta em Inbound Marketing?

Neste artigo vou explicar a importância do Inbound Marketing e porque o seu entendimento sobre marketing tem de se atualizar, de forma a melhorar a sua presença online e o seu retorno sobre os seus investimentos.

No Marketing Tradicional são utilizadas técnicas que são disruptivas e intrusivas, isto é, são técnicas assentes no ato de colocar as mensagens em frente aos utilizadores mesmo quando estes não estão interessados.

No Inbound Marketing, é precisamente ao contrário. São os utilizadores que vão ao seu encontro fruto do trabalho prévio feito por si.

inbound-marketing

O que é Inbound Marketing?

Inbound Marketing é o conjunto de técnicas em que, ao contrário do Marketing Tradicional, tem o consumidor em mente e o objetivo não é impor a nossa mensagem à frente dos utilizadores de forma intrusiva, mas sim atraí-lo de forma legítima para o “nosso mundo” através da criação de conteúdos apelativos e úteis que sejam do interesse dos utilizadores.

Muitos de nós já o fazemos há algum tempo, outros também o fazem mas sem saber muito bem porque ou a melhor forma de o fazer (pode ser o seu caso).

Como funciona o Inbound Marketing?

Para implementar uma estratégia de Inbound Marketing, é necessário que se foque na criação de conteúdos de valor para o seu utilizador, de forma a atraí-lo para o seu ecossistema, e posteriormente convertê-lo em cliente com outros conteúdos de maior valor (vídeos, ebooks, etc), tornando-o assim num cliente satisfeito.

É importante que estes conteúdos seja produzidos com o processo de otimização do seu site em mente, de forma a tirar mais partido do conteúdo que produziu e a maximizar o alcance da sua comunicação.

Quanto mais utilizadores virem a sua mensagem, naturalmente maior será o seu impact e, consequentemente, o seu retorno.

Quais os melhores conteúdos para o seu caso?

Uma das Regras de Ouro do Marketing é saber exatamente o que as pessoas querem e dar-lhes exatamente isso.

Muitos marketers e gestores assumem que já sabem tudo. São uma espécie em expansão que eu chamo de “Mentes Iluminadas”.

Já sabem tudo, desde o que os seus utilizadores e clientes querem e procuram até ao que eles mais valorizam, o que é verdadeiramente extraordinário (sarcasmo).

No meu caso e no dos comuns dos mortais, como não somos tão iluminados nem tão pouco temos bolas mágicas de cristal, temos de descobrir exatamente o que os nossos utilizadores/clientes gostam e valorizam, e para isso não há melhor forma do que, nada mais nada menos: lhes perguntar diretamente!

Se você ainda acha que sabe tudo, não se preocupe que brevemente vai chegar o dia em que vai perceber que afinal não é bem assim.

Mas então como lhes colocar as perguntas que precisa?

Basta criar um breve questionário e apresentá-lo aos seus visitantes. Para isso aqui encontra 5 aplicações grátis para criar questionários online (há dezenas). Atualmente isto já é tão fácil de fazer que até chateia 🙂

Aconselho também a leitura deste artigo sobre manter os seus clientes fidelizados, onde também falo sobre este tema tão importante.

Tendo este ponto assegurado e tendo noções concretas e assentes em factos do que os seus utilizadores/clientes procuram e valorizam, cabe-lhe a si planear a criação de conteúdos de acordo com essas temáticas.

Conclusão

A lógica é ajudar os utilizadores que estão interessados nos seu tema/temas, a encontrar conteúdos que os ajude nas várias fases do processo de pesquisas, seja uma pesquisa por mais informação, uma pesquisa para resolver algum tipo de problema ou uma pesquisa sobre preços/vantagens, comparativos, etc.

Consoante o tipo de pesquisa, deverá optar por um tipo de abordagem e conteúdo, mas isso é outro tema que irei falar brevemente.

Aqui o importante é perceber a lógica que deve estar na base da criação dos conteúdos para obter os melhores resultados na implementação da sua estratégia de Inbound Marketing.

Espero que tenham ficado claras as vantagens desta estratégia face ao marketing tradicional.

Se tiver alguma dúvida, não hesite em deixar um comentário.

E a sua estratégia já assenta em Inbound Marketing?

Google Revela as Palavras Mais Pesquisadas em 2015

À semelhança de anos anteriores, o Google revelou agora as palavras mais pesquisadas em 2015, e nesta lista há algumas questões que não deixam de ser interessantes. Além das habituais celebridades, que fazem sempre parte dos tops, os “Quês” e os “Porquês” captaram a minha atenção 🙂

google-pesquisas-2015

Não sendo uma absoluta novidade, é uma excelente fonte de informação para nos ajudar a perceber melhor a predisposição dos utilizadores ao fazerem os vários tipos de pesquisas.

Para aqueles como eu que estão no grupo dos produtores de conteúdos ou que recorrem à produção de conteúdos para efeitos de captação de tráfego e/ou fidelização de audiências, é (mais) um conjunto de boas dicas se forem bem aproveitadas.

Sem mais aqui fica o resumo das pesquisas para Portugal e para o Brasil em 2015. Se desejar consultar as listas completas é só clicar nos links respetivos:

Palavras Mais Pesquisadas em Portugal em 2015 (resumo)

pesquisaspt1

pesquisaspt2

Listas Completas das Pesquisas Portugal

Palavras Mais Pesquisadas no Brasil em 2015 (resumo)

pesquisasbr1

pesquisasbr2

Listas Completas das Pesquisas Brasil

Aproveite e veja aqui o vídeo do Google com o ano de 2015 em revista. Sempre interessante 🙂

Alguma surpresa?

ukit – Um Construtor de Sites Fácil e Intuitivo

No que respeita à criação de websites, a evolução da internet tem colocado à nossa disposição várias aplicações muito úteis para quem não tem noções de html, css, etc nem recursos para pagar a um desenvolvedor de site pela sua criação.
Estas aplicações têm ganho uma expressão muito significativa pois têm permitido a muitas empresas colocarem o seu site online sem um investimento significativo no início do processo.
 
Uma destas aplicações é o construtor de sites uKit.
ukit
 
O uKit é uma aplicação que permite de forma fácil e intuitiva, um particular um pequena empresa criar e colocar o seu site online sem a necessidade de um investimento considerável.
 
Para que fique com uma ideia mais concreta do uKit, aqui ficam algumas das suas principais vantagens.

Utilização Fácil

Um dos pontos fortes do uKit é a sua facilidade de utilização.
Através de um interface muito fácil de usar e navegar com funcionalidade drag&drop, o utilizador consegue de forma simples fazer alterações ao layout do seu site.
Sem a complexidade de ter de mexer em código, configurações de contas de alojamento, acessos FTP, transferência de ficheiros, etc, é possível fazer a criação e publicação do seu site.
Este é sem dúvida, um dos pontos (mais) fortes desta aplicação. 

Totalmente em Português

Antes de mais e começando pelo início, algo ajuda bastante os menos instruídos nas línguas estrangeiras, nomeadamente no inglês, é a disponibilização da aplicação em Português (PT-BR).
Desta forma, é ainda mais fácil a sua perceção e utilização.

Integração Fácil com Redes Sociais

Não sendo já um requisito que distinga umas aplicações de outras, pois é algo praticamente obrigatório, no caso do uKit, a integração com as redes sociais é feita de forma muito simples, de forma a não complicar a sua implementação. 

Configurações simples de SEO

Como sabe, pelo menos já o disse muitas vezes aqui no blog, a otimização do seu site para os motores de busca é algo absolutamente fundamental para o sucesso de qualquer projeto que não viva exclusivamente de publicidade. Também este aspeto foi tido em consideração e a plataforma permite a otimização básica dos sites, o que é importante.

Versão Mobile

Agora mais que nunca, quem não é mobile, está ultrapassado e arrisca-se a não fazer chegar a sua mensagem, produto ou serviço a uma percentagem de utilizadores cada vez maior e que cresce de dia para dia que acedem à internet a partir de dispositivos móveis.
Foi exatamente a pensar nisso que o uKit disponibiliza a versão mobile do seu site. 

Loja Virtual – E-commerce

Como não poderia deixar de ser, o uKit permite a criação de lojas virtuais ou sites de e-commerce através da integração com a plataforma Ecwid (ecwid.com). Caso não o fizesse haveria um volume considerável de empresas que ficariam de fora, e como tal isso não faria qualquer sentido para este tipo de aplicação.

Integração Google Analytics

Sabendo que o Google Analytics é uma das aplicações de analytics e estatística mais utilizadas, faz todo o sentido permitir a sua integração fácil com o uKit. Esta integração é simples e basta a colocação do código do Analytics no back-office do site para começar a ver as estatísticas na plataforma do Google. 

Preço Muito Acessível

Todas as vantagens do uKit estão disponíveis por apenas $5 (USD) por mês, o que pode baixar mais se pagar o ano inteiro. Nesse caso fica em apenas $4/mês. O pagamento pode ainda ser feito por cartão de crédito ou por PayPal, o que dá sempre jeito pois é uma das formas de pagamento mais utilizadas. 

Conclusão

Se se revê em algumas das situações que abordei atrás aproveite e crie um site para sua empresa e se deseja fazer a criação do seu site sem investir muito dinheiro, o uKit é sem dúvida uma opção muito interessante que vale a pena testar, até porque pode utilizar a aplicação em regime de teste por 15 dias sem qualquer encargo.

 

6 Aplicações Obrigatórias Para Quem Tem Um Site

Seja Marketeer, Webmaster ou qualquer outro nome pelo qual prefira ser chamado(a), há aplicações que são absolutamente obrigatórias, sem as quais estará certamente a perder terreno para a concorrência. Por isso fiz uma lista simples, mas que tem aquelas que considero mesmo obrigatórias.
Sem mais demora aqui vai a lista:

– FileZilla

filezilla

Esta é uma aplicação gratuita que tem uma finalidade muito simples, transferir ficheiros entre o seu computador e o seu servidor. O resultado é óbvio, podemos facilmente fazer backups do nosso site ou colocar um site online.
O FileZilla é gratuito e também está disponível em Português. Pode obtê-lo aqui!

– CMS

wp

Um CMS ou Content Managemt System não é mais que um sistema gestor de conteúdos, como é o caso do Wordpress ou do Joomla.
Estas são aplicações que permitem a criação de sites e a gestão dos seus conteúdos através de um back-office de administração.
EU uso há muitos anos e recomendo o Wordpress.
É gratuito e pode obtê-lo aqui!
Se quiser pode ver aqui um vídeo sobre como instalar o Wordpress em 5 minutos.

– Email Marketing

egoi

Imediatamente a seguir a ter o seu site online ou até mesmo enquanto o constrói, deve implementar um software de email marketing afim de começar ou continuar a criar a sua lista de contatos.
Isso irá permitir-lhe aumentar consideravelmente a sua audiência, fidelizar os seus clientes ou subscritores e aumentar o seu retorno direto e indireto.
Eu uso o E-goi e estou muito satisfeito pois permite-me fazer tudo o que preciso de forma fácil e sem precisar de perceber de código, que é um obstáculo para muitas pessoas.
Pode obtê-lo gratuitamente aqui.

– Software de Analytics

analytics

Naturalmente que temos de acompanha o desempenho do nosso site e das nossas atividades online e para isso nada melhor que uma aplicação de Analytics. A mais conhecida é sem dúvida o Google Analytics.
Existem mais e algumas delas igualmente gratuitas, sendo esta a mais usada. No entanto a sua complexidade tem vindo a aumentar pelo que muitas pessoas começam a usar outra alternativas. Sobre o Google Analytics irei publicar mais conteúdos de forma a ajudar as pessoas que têm menos conhecimentos.

– Hoostuite

hootsuite

Claro que com tanta atividade ao nível das redes sociais, é necessário um aplicação que nos facilite a vida no que respeita à divulgação dos nossos conteúdos nas redes sociais de forma a conseguirmos aumentar o alcance da nossa mensagem e a criação e manutenção de comunidades que partilhem os mesmo interesses.
Para isso serve o Hootsuite, um aplicação muito simples que nos permite publicar o mesmo conteúdo em várias redes sociais ao mesmo tempo.
O Hootsuite tem uma versão gratuita que ser perfeitamente o utilizador individual e pode obtê-lo aqui.

– Evernote

evernote

Por fim mas não em último lugar, o Evernote, uma aplicação muito útil que nos permite tirar screenshots/capturas de tela e adicionar anotações, ou simplesmente criar notas com todo o tipo de conteúdos que quisermos.
Dispõe de um aplicação móvel o que facilita ainda mais a partilha em vários dispositivos.
As notas pode ser agrupadas por categorías ou utilizando tags/etiquetas.
Eu uso e recomendo.
Pode obter o Evernote gratuitamente aqui.

Conclusão

Esta é a minha lista de eleição, claro que há muitas outras aplicações úteis que podem ser adicionadas a esta lista. Se tiver uma aplicação que não dispense partilhe-a connosco e com os restantes leitores nos comentários!
Seja Marketeer, Webmaster ou qualquer outro nome pelo qual prefira ser chamado(a), há aplicações que são absolutamente obrigatórias, sem as quais estará certamente a perder terreno para a concorrência. Por isso fiz uma lista simples, mas que tem aquelas que considero mesmo obrigatórias.
Sem mais demora aqui vai a lista:

– FileZilla

filezilla

Esta é uma aplicação gratuita que tem uma finalidade muito simples, transferir ficheiros entre o seu computador e o seu servidor. O resultado é óbvio, podemos facilmente fazer backups do nosso site ou colocar um site online.
O FileZilla é gratuito e também está disponível em Português. Pode obtê-lo aqui!

– CMS

wp

Um CMS ou Content Management System não é mais que um sistema gestor de conteúdos, como é o caso do WordPress ou do Joomla.
Estas são aplicações que permitem a criação de sites e a gestão dos seus conteúdos através de um back-office de administração.
EU uso há muitos anos e recomendo o WordPress.
É gratuito e pode obtê-lo aqui!
Se quiser pode ver aqui um vídeo sobre como instalar o WordPress em 5 minutos.

– Email Marketing

egoi

Imediatamente a seguir a ter o seu site online ou até mesmo enquanto o constrói, deve implementar um software de email marketing afim de começar ou continuar a criar a sua lista de contatos.
Isso irá permitir-lhe aumentar consideravelmente a sua audiência, fidelizar os seus clientes ou subscritores e aumentar o seu retorno direto e indireto.
Eu uso o E-goi e estou muito satisfeito pois permite-me fazer tudo o que preciso de forma fácil e sem precisar de perceber de código, que é um obstáculo para muitas pessoas.
Pode obtê-lo gratuitamente aqui.

– Software de Analytics

analytics

Naturalmente que temos de acompanha o desempenho do nosso site e das nossas atividades online e para isso nada melhor que uma aplicação de Analytics. A mais conhecida é sem dúvida o Google Analytics.
Existem mais e algumas delas igualmente gratuitas, sendo esta a mais usada. No entanto a sua complexidade tem vindo a aumentar pelo que muitas pessoas começam a usar outra alternativas. Sobre o Google Analytics irei publicar mais conteúdos de forma a ajudar as pessoas que têm menos conhecimentos.

– Hoostuite

hootsuite

Claro que com tanta atividade ao nível das redes sociais, é necessário um aplicação que nos facilite a vida no que respeita à divulgação dos nossos conteúdos nas redes sociais de forma a conseguirmos aumentar o alcance da nossa mensagem e a criação e manutenção de comunidades que partilhem os mesmo interesses.
Para isso serve o Hootsuite, um aplicação muito simples que nos permite publicar o mesmo conteúdo em várias redes sociais ao mesmo tempo.
O Hootsuite tem uma versão gratuita que ser perfeitamente o utilizador individual e pode obtê-lo aqui.

– Evernote

evernote

Por fim mas não em último lugar, o Evernote, uma aplicação muito útil que nos permite tirar screenshots/capturas de tela e adicionar anotações, ou simplesmente criar notas com todo o tipo de conteúdos que quisermos.
Dispõe de um aplicação móvel o que facilita ainda mais a partilha em vários dispositivos.
As notas pode ser agrupadas por categorías ou utilizando tags/etiquetas.
Eu uso e recomendo.
Pode obter o Evernote gratuitamente aqui.

Conclusão

Esta é a minha lista de eleição, claro que há muitas outras aplicações úteis que podem ser adicionadas a esta lista. Se tiver uma aplicação que não dispense partilhe-a connosco e com os restantes leitores nos comentários!

Divulgar o Seu Site em Diretórios de Sites – Sim ou Não?

Utilizar os diretórios de sites para divulgar os nossos sites tem sido um assunto que tem reunido opiniões contrárias, em função das reviravoltas que o Google por exemplo tem operado no reconhecimento de valor desses diretórios.Já muita tinta correu sobre este assunto e as opiniões dividem-se e por isso é importante perceber o como e o porquê de ser importante utilizar este método de divulgação de sites e captação de visitas. Continue reading “Divulgar o Seu Site em Diretórios de Sites – Sim ou Não?”

Atualize a sua Visão Sobre o Marketing Digital

Com o aparecimento da internet várias formas de negócio e a sua promoção mudaram significativamente. No entanto, mais recentemente a mudança, em termos de marketing, foi ainda maior devido ao boom das redes sociais e do aparecimento dos smartphones.

new-marketing

Ou seja, cada vez mais pessoas procuram entretenimento e formas de ganhar dinheiro online e várias empresas procuram lucrar com isso. No entanto, com a situação de crise a nível mundial que se vive, jogos de casino online como póquer ou blackjack e casas de apostas tem cada vez mais procura e foram precisamente o que motivou o surgimento das apps para smartphone. Dado que estes jogos sempre tiveram procura mas o facto de muita gente questionar a sua segurança e até o facto de ter que estar em frente a computador para poder jogar ou participar num torneio em que haja interesse era suficiente para afastar muitos potenciais interessados.

Contudo, com tanta oferta disponível, estas empresas pensaram em criar uma aplicação que permitisse ao utilizador de um smartphone ou tablet poder participar em torneios ou jogar este tipo de jogos e a partir daqui quase todas as empresas de várias áreas se aperceberam do potencial deste novo mercado.

Por outro lado, como cada vez mais as pessoas tem smartphones, a estratégia de comunicação por parte das empresas e personalização das apps ou sites que as pessoas utilizam teve que ser ajustada, personalizada e personalizável e ao mesmo tempo, distinguir-se da concorrência. Além disto, as vantagens que este novo mercado apresenta em termos de marketing não só com a inclusão e partilha em redes sociais que só por si é uma estratégia de marketing mas a capacidade das empresas poderem de forma mais personalizada e singular chegarem ao consumidor ou cliente final revela-se uma arma fortíssima no marketing online e gerou imensos lucros a várias empresas produtoras de software e programas para o mercado móvel e não apenas jogos apesar de ser o segmento mais procurado, trabalhado e rentável. É aqui que é fundamental saber gerir comunidades online, caso contrário dificilmente irá vingar neste canal.

Isto são tudo estratégias que algumas empresas tem vindo a desenvolver mas devido ao crescimento enorme deste mercado e ao desenvolvimento tecnológico podemos esperar ver inovações e novas estratégias no futuro, o que, lança, uma “batalha secreta” de marketing pela liderança nos bastidores do glamour e fascínio das novas tecnologias mesmo em sites de entretenimento.

Nunca esquecer que, se é uma excelente ideia encontrar clientes nas redes sociais, também é sempre muito importante medir o ROI e saber sempre como está a ser o retorno do seu investimento seja em tempo, dinheiro ou ambos.

Com o aparecimento da internet várias formas de negócio e a sua promoção mudaram significativamente. No entanto, mais recentemente a mudança, em termos de marketing, foi ainda maior devido ao boom das redes sociais e do aparecimento dos smartphones. Continue reading “Atualize a sua Visão Sobre o Marketing Digital”

Como Criar Uma Loja no Facebook

Criar uma loja no Facebook tem sido uma consequência natural da evolução e da utilização da própria rede social, uma vez que o Social Commerce tem vindo a crescer de tal forma, por um lado por questões financeiras, e por outro, por questões de captação de negócio, que a criação de lojas no Facebook é o passo lógico a seguir.

Desde empreendedores a empresas grandes, vários são aqueles que já utilizam o Facebook para fazer (mais) negócio. É aí que entra o Azebu, um serviço que lhe permite facilmente criar uma loja no Facebook, sem que para isso seja necessário investir somas avultadas ou contratar um programador para o efeito.

lojas-no-facebook

[sws_grey_box box_size="600"]Este é um artigo patrocinado da responsabilidade de Azebu, plataforma de lojas para o Facebook. [/sws_grey_box]

Algumas das principais vantagens de aderir ao Social Commerce no Facebook são:

  • Criar a sua loja a partir da maior rede social, aumentando o número de possíveis clientes;
  • Benefícios de venda viral;
  • Incentivar amigos e os amigos dos seus amigos a comprarem na sua loja;
  • Promover os seus produtos, promoções e descontos através do Facebook;
  • Ter uma evidência da sua marca, usando o feedback positivo dos compradores no Facebook;
  • Interface disponível em várias línguas;
  • Baixos custos em publicidade.

Seja qual for o produto que comercializa ou pretende comercializar, este serviço é uma opção muito acessível a considerar.

A partir de 7,5€/mês (ou 5€/mês se pago anualmente) pode ter a sua loja no Facebook com até 150 produtos beneficiando assim do tráfego e da utilização maciça do Facebook para aumentar as suas vendas e negócios. Ora mesmo que opte por pagar mensalmente, estamos a falar de 7,5€ por mês, o que é um valor muito acessível para qualquer empresa ou empreendedor que pretenda utilizar o Facebook para criar ou aumentar o seu negócio.

lojas-facebook-demoPode consultar aqui as inúmeras funcionalidades do Azebu, pois são demais para colocar aqui no artigo.

Entre as muitas funcionalidades do serviço do Azebu, destacam-se as ferramentas promocionais, com as quais pode divulgar e potenciar ainda mais o seu negócio. Nomeadamente o “Pague com Likes”.

O “Pague com Likes” é uma ferramenta com um poder viral muito grande e que potencia muito a capacidade de divulgação da sua loja e do seu negócio junto dos amigos dos seus clientes, pois usando esta opção os seus clientes pagam o produto ou serviço com likes (como o próprio nome diz) e desta forma aumentar consideravelmente a visibilidade da sua loja.

Para utilizar esta opção, basta escolher um produto, configurar o número de “Gostos” necessários e a quantidade máxima de vezes que quer que o seu produto (ou produtos) seja vendido desta maneira, e depois coloque o produto em destaque na sua loja. Assim o utilizador para conseguir obter a quantidade de “Gostos” pré-definida terá de partilhar o produto com os seus amigos.

Assim que atingir o número de “Gostos” suficientes, o sistema deteta o valor atingido e envia um email para o vendedor e outro para o comprador a informar que o negócio foi concluído com sucesso.

Pode inclusive testar o Azebu gratuitamente por 14 dias para conhecer melhor o potencial e forma de funcionar e assim ter a certeza que preenche os seus requisitos para a sua loja no Facebook.

Pode ainda ver uma loja de demonstração que pode naturalmente visitar e explorar antes mesmo de avançar com o teste se assim pretender. Em qualquer das situações, não tem qualquer compromisso de subscrição do serviço.

Se quer ter a sua loja no Facebook de forma fácil e sem investir muito dinheiro, teste sem compromisso o Azebu!

Criar uma loja no Facebook tem sido uma consequência natural da evolução e da utilização da própria rede social, uma vez que o Social Commerce tem vindo a crescer de tal forma, por um lado por questões financeiras, e por outro, por questões de captação de negócio, que a criação de lojas no Facebook é o passo lógico a seguir. Continue reading “Como Criar Uma Loja no Facebook”

Como Conseguir 60% de Taxa de Abertura (ou mais) Nos Seus Emails

Embora possa parecer banal, conseguir obter 60% de abertura no seus envios de emails não é uma marca que seja alcançada por muitos. Existem técnicas e “truques” (legítimos claro!) que potenciam a abertura do seus emails, que é absolutamente crucial, pois se os emails não são abertos a informação não chega ao destinatário.

Neste artigo falo de um exemplo dado pelo E-Goi e mostro um exemplo de um teste meu sobre como eu consegui atingir esta marca, teoricamente apenas ao alcance dos grandes “gurus” e de grandes marcas.

A chave está sempre no interesse que o conteúdo desperta em quem recebe o email (ou seja, a reactividade, também denominada “engagement”). Neste exemplo dado pelo E-Goi, o que é interessante em particular é a rapidez e técnica com que um dos seus clientes chegou a este nível de reactividade.

No caso foi o Caio Henrique Teodoro, que é especialista em arquitectura 3D e decidiu preparar uma série de cursos práticos gratuitos para ajudar quem tem interesse nesta área. O seu site é simplicíssimo: a pessoa escolhe o curso, inscreve-se (com um formulário E-goi integrado num plugin do Wordpress) e começa a receber uma sequência de emails com as diferentes aulas, bem como algumas dicas.

Até aqui, tudo normal. É uma série de autoresponders. E como quem se inscreve terá interesse no curso (a inscrição é double opt-in), as taxas de abertura iniciais serão sempre boas, mas o Caio queria que esse interesse fosse aumentando ao longo do curso (pois a tendência normal é reduzir-se). E é aqui que começam os ajustes que potenciam o sucesso.

 Ao contrário da maioria das pessoas, que prepara o autoresponder e a sequência de emails uma vez e raramente a altera, o Caio observou diariamente os resultados de cada uma e experimentou inúmeros assuntos, combinações e sequências diferentes para ver qual resultava melhor. Após 6 meses de testes e mais de 15 000 emails enviados, esta é a conclusão:

1. Assuntos de email mais eficazes (acima de 60% de aberturas únicas):

  • Preciso te pedir desculpas
  • Má notícia
  • Fui enganado
  • Comunicado importante
  • Você conhece essa técnica?

2. N.º de emails que as pessoas costumam receber na sequência até se obter esta eficácia: 5

3. Taxa de cliques únicos necessária para complementar as aberturas: 60% ou mais (no caso do Caio, os cliques foram em média de 72%, o que demonstra que as pessoas reagiram muito bem ao conteúdo dos emails)

Hmm, esses assuntos parecem um bocado “banha-da-cobra”. Não é arriscado usá-los?

Qualquer assunto muito arrojado e informal é arriscado. Por isso, é fundamental que o conteúdo do email dê o seguimento adequado ao assunto e não defraude as expectativas. Se o seu email diz “Preciso te pedir desculpas” é bom que haja um excelente motivo para esse pedido. Quanto mais franqueza demonstrar perante a sua audiência, melhor a reactividade.

E ter 60% de Taxa de Abertura apenas com um envio?

Isso então é que é dose mesmo!

É sabido que conseguimos aumentar a taxa de abertura com o envio de “reminders”, que não são mais que emails enviados no seguimento do primeiro a relembrar o envio do primeiro e que quando abertos contam para a taxa de abertura do primeiro. Neste caso fica mais fácil ter uma taxa de abertura de 60%… Mas e conseguir os mesmos 60% de taxa de abertura com apenas um envio?

Aqui pode ver a prova de um exemplo meu de um email que teve um pouco mais de 60% de Taxa de Abertura com apenas um único envio.

taxa-abertura-emails

Quais as ideias a reter?

Nunca descure os testes! Crie ciclos de comunicação diferentes (assunto, conteúdo, sequência), use segmentos e tags para fragmentar a sua lista de inscritos em grupos pequenos (50 pessoas) e teste cada ciclo com um grupo separado, comparando as diferenças.

E mesmo depois de chegar aos 60 ou 65% de aberturas (parabéns! :), continue a acompanhar diariamente os resultados e veja os pontos que podem ser optimizados. Lembre-se, há sempre forma de melhorar!

Sobre este assunto irei publicar mais informação brevemente, por isso fique atento!

Embora possa parecer banal, conseguir obter 60% de abertura no seus envios de emails não é uma marca que seja alcançada por muitos. Existem técnicas e “truques” (legítimos claro!) que potenciam a abertura do seus emails, que é absolutamente crucial, pois se os emails não são abertos a informação não chega ao destinatário. Continue reading “Como Conseguir 60% de Taxa de Abertura (ou mais) Nos Seus Emails”

O Que é Social Commerce e o Que Pode fazer Por Si

O volume mundial de vendas online aumenta a cada dia que passa. Em certos negócios ou empresas chega mesmo a ser a única forma de receita. Muitos são os casos onde a fatia percentual deste tipo de facturação vem aumentando ano após ano, fazendo com que diferentes investimentos se façam, em áreas muito especificas, apostando e canalizando energias para mundo digital. Continue reading “O Que é Social Commerce e o Que Pode fazer Por Si”

Como Procurar Emprego no LinkedIn – 5 Dicas Rápidas!

Como forma de manter a visibilidade profissional ou alargar a rede de contactos, já todos estaremos com certeza conscientes da importância de ter um perfil no LinkedIn. Mas saberemos como procurar emprego de uma forma pró-activa através da plataforma? Deixo umas dicas sobre como o LinkedIn o poderá ajudar na busca de uma nova situação profissional.

procurar-emprego

  1. A primeira impressão que causará às empresas será através do seu perfil inicial. Digamos que será o seu cartão de visita. Procure uma foto cuidada e profissional, preferencialmente sem cenários de férias ou lazer. Veja e reveja a ortografia, não haverá desculpa para erros ortográficos num perfil de LinkedIn.
  2. O motor de pesquisa do Linkedin (espaço central no topo da pagina), funciona com palavras-chave. Logo, se procura emprego deverá colocar no seu perfil palavras susceptíveis de serem detectadas pelo empregador. Poderá colocar “procuro emprego” ou “em busca de oportunidade da área x”, etc.
  3. Logo que complete o seu perfil, poderá iniciar a sua procura. Pense previamente o que deseja encontrar e vá tomando notas. Grupos, empresas, contactos, enfim, os critérios definidos. Se a procura não se basear por nenhuma área profissional especifica mas sim por uma área geográfica, então será mais fácil fazer a busca por código postal.
  4. Para que as empresas o encontrem, não se esqueça que é importante ter um perfil rico em vocabulário, as chamadas “keywords”. Se tiver dúvidas nas palavras a utilizar, olhe para o CV em papel e sublinhe as que melhor o definem profissionalmente.
  5. Não se esqueça de pedir recomendações. É extremamente importante o seu potencial empregador ter uma noção de como os outros o vêm profissionalmente. Muitas vezes as opiniões cruzam-se entre empregos passados, o que define claramente um perfil ou conduta profissional

Os métodos de procura de emprego não estão estáticos. Importa por isso estar atento às novas janelas de oportunidades. O Linkedin deverá ser considerado hoje, como uma candidatura espontânea em permanência. É jogar em antecipação, é dar uma resposta a quem ainda não formulou a pergunta.

Como forma de manter a visibilidade profissional ou alargar a rede de contactos, já todos estaremos com certeza conscientes da importância de ter um perfil no LinkedIn. Mas saberemos como procurar emprego de uma forma pró-activa através da plataforma? Deixo umas dicas sobre como o LinkedIn o poderá ajudar na busca de uma nova situação profissional. Continue reading “Como Procurar Emprego no LinkedIn – 5 Dicas Rápidas!”

Facebook Faz 10 Anos Mas Terá os Dias Contados?

Em comunicado recente do Facebook, ficámos a saber que os adolescentes estão massivamente a abandonar a rede (veja o gráfico). Na verdade, se pensarmos bem, para os adolescentes o Facebook deixou de ser um lugar para actualizações de status desinibidas, liberdade de conteúdos e pura diversão entre amigos. Agora os seus pais, tios e até avós também estão na rede e isso retirou-lhes toda a privacidade.

Nenhuma surpresa, afinal de contas. Se no mundo real não partilham os mesmos espaços de diversão que os seus familiares, porque haveriam de faze-lo online?

Facebook-age-demographic

Muitas vezes será um abandono radical, outras vezes um abandono progressivo, deixando apenas de colocar posts ou partilhar, mantendo apenas o seu perfil como forma de manter contactos. No fundo é como se o Facebook estivesse a ser uma vitima do seu próprio sucesso.

A pergunta é óbvia e impõe-se perante esta “fuga” em massa do Facebook: para onde então a deslocar as atenções os adolescentes que vão abandonando a sua rede preferida dos últimos anos? A resposta é simples: para os seus aplicativos móveis.

Entre muitos, estes serão os aplicativos mais usados no momento:

WhatsApp

Iniciado 2009 por dois ex-colaboradores da Yahoo, esta aplicação chega a atingir mais de 10 biliões de mensagens por dia e terá mais de 250 milhões de utilizadores em todo o mundo. É sem dúvida uma das aplicações pagas mais populares mas certamente uma grande ameaça para as empresas de telecomunicações que cobram pelo envio de mensagens.

WeChat

Este aplicativo, baseado no envio de mensagens de voz, snapshots e emoções (“emotions”) tem na China a sua maior popularidade, com mais de 200 milhões de utilizadores. Ainda assim conta com bastantes utilizadores em países como os Estados Unidos ou o Reino Unido. Pensa-se que poderá ser o primeiro aplicativo com origem chinesa a tornar-se efectivamente global.

KakaoTalk

Talvez o menos conhecido para os ocidentais, mas este aplicativo Coreano de mensagens conta já com mais de 90 milhões de utilizadores, onde circulam mais de 5 biliões de mensagens por dia.

Snapchat

Esta aplicação permite o envio de fotos “view once”, ou seja permite especificar quanto tempo a foto permanecerá no dispositivo do destinatário.

Conseguimos tirar uma foto (ou fazer um vídeo), adicionar uma legenda e enviar a um amigo, ou mesmo vários. Eles irão receber a mensagem, mas ela desaparecerá de seguida. Estima-se que, por dia, 350 milhões de mensagens sejam enviadas a partir deste aplicativo.

Será uma tendência que dita o futuro ou apenas uma perda “aceitável” de utilizadores? Qual é a SUA opinião?

Em comunicado recente do Facebook, ficámos a saber que os adolescentes estão massivamente a abandonar a rede (veja o gráfico). Na verdade, se pensarmos bem, para os adolescentes o Facebook deixou de ser um lugar para actualizações de status desinibidas, liberdade de conteúdos e pura diversão entre amigos. Agora os seus pais, tios e até avós também estão na rede e isso retirou-lhes toda a privacidade. Continue reading “Facebook Faz 10 Anos Mas Terá os Dias Contados?”

O Gmail Agora Mostra Imagens – Veja os Impactos!

A Google introduziu uma modificação na forma como o Gmail trata as imagens que acompanham os emails que recebemos na nossa caixa de email. De tal forma que já não é necessário clicar no link “Mostrar Imagens” para que estas sejam exibidas, pois agora isso acontece de forma automática.

Esta “pequena” alteração que parece inócua, é de facto muito benéfica para si, para mim e para todos aqueles que usam serviços de Email Marketing para divulgar e/ou promover os seus conteúdos, produtos ou serviços.

newsletter-email-marketing

É uma mudança que obrigou os EMSP (Email Marketing Service Providers) a modificar os seus códigos e processos que até à data assentavam um pressuposto diferente do atual.

No caso do E-goi, que é o serviço de Email Marketing em Português que uso e recomendo, eles alteraram ligeiramente os “bastidores” do sistema de geolocalização de aberturas (ou seja, aquele mapa no relatório que lhe diz os pontos do mundo onde as pessoas tendem a abrir os seus emails) e agora este está mais leve e eficiente.

Outra coisa que fizeram foi ajustar o processamento das aberturas dos emails. Alguns serviços de email marketing têm andado em pânico porque o novo tratamento que o Gmail faz às imagens interfere no cálculo de aberturas que esses serviços utilizam. Felizmente, o E-Goi já tinha antecipado esta acção do Gmail, e ajustou o seu sistema de aberturas de modo a não ser afetado por esta mudança.

E esta mudança do Gmail implica mais alguma coisa?

Sim. Antes de mais, é possível que a média das aberturas dos seus envios no Gmail suba ligeiramente, pois as pessoas que antes liam os seus emails sem descarregar as imagens (o que não contava como uma abertura) vão agora ver sempre essas imagens (e é através delas que contabilizamos a abertura).

Mas o mais importante é mesmo a revolução no rigor estatístico do email marketing. Com esta mudança, as aberturas passam a contabilizar exatamente o número de pessoas que abrem os seus emails no Gmail. Melhor ainda, como os outros ISP costumam deixar-se levar na senda da Google, é bem provável que em breve o Outlook.com, Yahoo e afins também venham a mostrar sempre as imagens! 🙂

Tudo isto é pois um ótimo sinal, pois como sabemos as imagens têm um impacto positivo na leitura e conversão, pois sõa elementos visuais que reforçam a mensagem que estamos a passar. Desta forma, é sempre positivo que estas sejam visualizadas. Por outro lado, aumenta o rigor dos relatórios de abertura e leitura dos emails. Se ainda não conhece o E-goi, pode testar aqui.

A Google introduziu uma modificação na forma como o Gmail trata as imagens que acompanham os emails que recebemos na nossa caixa de email. De tal forma que já não é necessário clicar no link “Mostrar Imagens” para que estas sejam exibidas, pois agora isso acontece de forma automática.

Esta “pequena” alteração que parece inócua, é de facto muito benéfica para si, para mim e para todos aqueles que usam serviços de Email Marketing para divulgar e/ou promover os seus conteúdos, produtos ou serviços. Continue reading “O Gmail Agora Mostra Imagens – Veja os Impactos!”