A Publicidade no Facebook Resulta? – Case Study

Tenho lido bastante sobre publicidade no Facebook e como se poderá tirar vantagens desse meio em termos de publicidade, dadas as vantagens de segmentação que o Facebook permite.

Alguns artigos falam mesmo da substituição da publicidade do Google Adwords a favor do Facebook, devido aos altos (e crescentes) custos por clique cobrados pelo Google, por isso resolvi fazer um teste e partilho aqui consigo os resultados.

campanha no facebook

(Se clicar nas imagens, pode visualizar melhor os dados – abrem outra janela)

Neste meu teste, criei uma campanha que teve a duração de cerca de 5 dias, para promover (como afiliado) um produto de emagrecimento/perda de peso, especialmente destinado a mulheres.

Aproveitando as possibilidades de segmentação que o Facebook disponibiliza, a campanha foi direccionada a mulheres, entre os 30 e os 50 anos de idade, residentes nos Estados Unidos e com interesses relacionados com o verão, uma vez que o copy (ou texto) da campanha incidia neste tópico em particular.

Devo dizer que não fiquei fascinado com os resultados, e embora hajam muitas variantes que podem e têm impacto numa campanha, também para não limitar os meus resultados, criei 3 anúncios diferentes e testei-os em simultâneo.

Um dos anúncios teve poucas impressões, pois esteve menos tempo online devido a alterações e revisões. Os outros 2 anúncios tiveram uma visibilidade muito interessante – cerca de 56.000 e 46.000 impressões – o que resultou num CPM muito bom (CPM = custo por mil impressões), dado o target em questão – $0,15 e $0,18.

campanha facebook anuncios

No que diz respeito ao CPC (custo por clique), já as coisas não são assim tão interessantes, pois, mesmo tratando-se de um target com muita procura, um CPC final de $0,68 já não é uma pérola.

Curiosamente, o Facebook ainda me sugeria um CPC mais alto – entre $1,11 e $1,61 – o que eu achei absurdo, mas considerando o target ser muito concorrido, poderá fazer algum sentido.

campanha facebook settings

O CTR (Click Through Rate ou taxa de cliques) não foi nada de assinalável (0,024%) e poderia ainda ser melhorado, mas para um teste, e comparando com algumas experiências que tenho visto, também não foi nada mau.

É claro que, as campanhas podem ter os mais variados fins, e creio que, o seu desempenho, dependerá muito de todos os factores relacionados com a comunicação, tal com em qualquer outro meio, mas muito especialmente, se esta for bem dirigida a um target específico que, teoricamente, tenha uma boa aderência ao produto ou serviço em questão.

Outro aspecto que me parece importante, embora não o tenha testado (ainda), é o facto da campanha apontar para dentro ou fora do Facebook. Com isto quero dizer que, creio ser uma excelente forma de, por exemplo, angariar fãs para uma página específica.

Deste teste que fiz, achei as condições do Facebook bem melhores que as do Google Adwords em termos de CPC, pois o mercado do emagrecimento/perda de peso é só dos mais concorridos nos EUA, mas ainda assim, não me parece uma galinha de ovos de ouro.

No entanto, é importante referir que esta campanha destinou-se a um target nos EUA, não de Portugal ou Brasil, pelo que nesses mercados, pode ter desempenhos mais interessantes, devido a não ser um mercado tão saturado como o americano.

Você já experimentou anunciar no Facebook?

Como foram os seus resultados?


  • Olá João,

    Obrigado por partilhar mais uma grande dica, realmente os números não mentem, e você demonstrou isto de forma bem clara.

    Creio que para tirar uma prova definitiva, do poder do Facebook, seria interessante explorar um nicho de mercado para o mercado de língua portuguesa, pois assim teríamos subsidios verdadeiros e concretos para o mercado em questão.

    Excelente post.

    Abraços,

    Jan Carle

  • Olá Jan,

    Obrigado! E obrigado pela sugestão também.
    Tomei nota e vou tratar de o fazer no futuro próximo.

    Abraço,
    JR

  • Já experimentei em duas ocasiões, também testes basicamente.

    A primeira foi de angariação de fans para uma página. Funciona mas fica caro, há quem venda fans (através das suas páginas) por preços mais baixos.

    A segunda foi de venda de um produto e deu lucro de 4€ por cada € investido. Aqui vê-se a segmentação dos anúncios facebook a funcionar e são sem dúvida uma grande mais valia em relação ao adwords. Resta dizer que o investimento foi pouco, não fiquei rico 😀 e a tendência era piorar a cada dia que passava, penso que seja porque o anúncio aparece várias vezes à mesma pessoa.

    Os meus CTRs, apesar de melhor que esse, também foram bastante fracos.

  • Obrigado por partilhares a tua experiência Ricardo!

    Quando dizes que a tendência era piorar por ser apenas um anúncio, e sendo uma campanha rentável, não achas que valia a pena ter adicionado outros anúncios a correr em paralelo?
    É que, desta forma, até te permitia veres qual o que tinha melhor desempenho e apostar mais nesse.

    Dependendo da campanha, até pode valer a pena.

    De qualquer forma, parabéns pela iniciativa de testar e pelos resultados que obtiveste, que parecem ainda assim muito bons!

  • Teriam sido muito bons se tivesse investido mais… mas não, e vendo o CTR a baixar a cada dia que passava decidi não continuar (a campanha em causa também era curta). Assim foram só bons :)

    Quanto a correr vários anúncios em paralelo, sim, era muito provável que ajudasse, mas como disse, eram só uns testes de orçamento limitado. Mas sem dúvida que é um factor importante para uma campanha mais a sério com um orçamento digno desse nome.

    A questão é que os anúncios eram bastante segmentados (vários gostos e poucas localidades), o que limitou muito o público alvo, suspeito que os mesmos anúncios aparecessem várias (põe várias nisso) vezes a muita gente, daí a tendência a ter cada vez menos cliques.

    A campanha em questão também tinha uma duração limitada, se voltar a aparecer tenciono investir mais e tirar conclusões mais fiáveis.

  • De facto, uma coisa que eu acho que falta aos anúncios do Facebook é uma opção para controlar o número de vezes que ele aparece a cada utilizador, à semelhança do que existe em outras redes, o chamado Frequency Cap.
    Isso senpre ajudaria a controlar esse aspecto.
    Obrigado por partilhares a tua experiência Ricardo!

    Havendo outros testes que faça no futuro, também partilho aqui com vocês.

  • Olá pessoal, gostaria de tirar uma dúvida, o Facebook, faz emissão de Nota Fiscal no Brasil? Caso sim como é feito a emissão da nota? Caso não, o que pode ser feito para comprovar sobre o pagamento? Para questões de impostos e etc… Quem puder ajudar agradeço. Abs

  • @facebook-100000387981795:disqus 

    Olá Francielli e bem-vinda ao Web Marketing!
    Tanto quanto me lembro das minhas experiências, só tem o comprovativo de pagamento do PayPal, o que, tanto quanto sei, pelo menos aqui em Portugal, é aceite para efeitos fiscais.

    Espero ter ajudado.
    JR 

  • Bom dia JR, sou novo nesse mundo de marketing via internet e encontrei seu blog procurando por dicas para divulgação de sites, e tenho uma dúvida sobre anúncios pagos:

    Para fazer testes destes ou então, campanhas de curto prazo (por exemplo, 1 semana) precisarei ter em caixa +- quanto? teria como por exemplo colocar o anúncio para chegar à um certo número de clicks ou dinheiro gasto e fazê-lo parar ou simplesmente é escolhido a quantidade de tempo e o dinheiro gasto só será de acordo com o CPM que o anúncio der?

    Agradeço desde já, Eduardo.

  • @facebook-100001767353213:disqus 

    Olá Eduardo e bem-vindo ao Web Marketing!

    Sim, você pode definir um valor máximo para a campanha e ela pára quando chegar a esse valor.
    O tempo que durará ou o valor que custará, irá depender de muitos fatores, como o tipo de campanha(CPC ou CPM), volume de impressões ou cliques, volume do target, desempenho da campanha, etc.

    Mas pode sempre limitar por valor se tiver um valor definido à partida.

    Espero ter ajudado!

  • Cezar Lima

    Entre em contato comigo e posso lhe ajudar a estipular um orçamento e criar uma campanha segmentando exatamente o seu público alvo.

    cezar@siriussd.com

    Abraço

  • Louie Luc

    Bom artigo, João. Gostei de ler a sua experiência. Pessoalmente, posso dizer que experimentei a publicidade no Facebook mas no sentido de angariar likes (seguidores) para uma página nessa rede social. O resultado foi… desastroso. Os novos seguidores têm um envolvimento com a página quase nulo (para não dizer mesmo zero), o que me levou a investigar o que se poderia ter passado.

    (Talvez devesse ter investigado antes…) As minhas conclusões foram as piores: perfis falsos, perfis de pessoas pagas para fazerem Like em todos os anúncios do FB, etc. Escrevi um artigo sobre isso no meu site. (Não é spam, a sério.) Se quiser ler está em http://www.redcodestudio.com/facebook-fraude-publicitaria-compra-likes/

    Abraços,
    Luis

  • Obrigado pelo comentário e pela partilha Luis.
    Abraço,
    JR