Como Captar Clientes Através do LinkedIn: 5 Dicas

Hoje em dia a maioria das empresas apenas utilizam o Facebook e o Twitter para marcar presença nas redes sociais com o seu público e assim mostrarem-se activas no mercado. Com menos frequência são usadas ferramentas do LinkedIn para esses fins e assim, acaba por se minimizar uma boa forma de atrair novos investimentos, talentos, visibilidade e capacidade de gerar liderança.

captar clientes linkedin

Deixo-lhe aqui 5 dicas para, através do LinkedIn, atrair visualizações para o seu negócio, empresa, site ou blog:

1. Seja Participativo

Participe e responda a questões que estejam relacionadas com a sua área de negócio ou atividade. Uma presença dinâmica vai proporcionar-lhe que seja visto como uma referência no sector.

Lance debates, solicite partilha de experiências e dê feedback da sua opinião. Lembre-se que o LinkedIn é uma rede profissional de contactos, quantos mais profissionais da sua área de atuação estiverem de olho em si, melhor.

2. Crie Dinâmicas de Divulgação

Pode usar o seu perfil de LinkedIn para divulgar os seus produtos, serviços, trabalhos ou projectos. Diria até que fará mais sentido fazê-lo no LinkedIn que em redes menos profissionais como o Twitter ou o Facebook.

Pode ainda procurar talentos, divulgar ofertas de trabalho e estabelecer um canal que permita a participação dos seus colaboradores e parceiros. Poderá gerar novas ideias, estratégias e conquistar novos seguidores.

3. Procure Pessoas, Negócios e Oportunidades

Para além da já referida busca de talentos, esteja atento a novas oportunidades de negócio através de contactos ou parcerias e, muito importante, alargar a sua área de ação.

Pode ir mais longe geograficamente, descobrir um nicho de mercado onde não pensava existir, detetar novos targets e pode aproveitar eventuais oportunidades que possam emergir através de um novo seguidor.

4. Dê Uso aos Aplicativos Existentes

Para tornar a seu perfil mais interessante e apelativo pode adicionar aplicativos. Coloque apresentações de referência ou recentes, calendários de eventos futuros e todo o portfólio que entender interessante.

Pense sempre que está a apresentar o seu negócio a alguém que não o conhece e não sabe em que mercado opera. O LinkedIn é uma rede mundial com mais de 175 milhões de usuários e acredite, a maioria não o conhecem. Mantenha os seus contactos informados e actualizados.

5. Pondere o Investimento

O LinkedIn tem um serviço de publicidade ao seu dispor. Não é gratuito mas pode ser interessante para divulgar o seu negócio. Poderá ser personalizado e ajudar a divulgar a sua marca, os seus produtos ou serviços. Não descarte essa possibilidade, o retorno pode justificar a acção.

Sendo o LinkedIn uma rede profissional à escala mundial, fará todo o sentido direcionar alguma da sua atenção à forma como poderá captar mais clientes através dela.

E já agora, já efectuou alguma acção que lhe permitisse captar algum cliente ou parceria no LinkedIn?

Details

Como Aumentar o Alcance Nas Redes Sociais

Enquanto utilizador das redes sociais, quantas vezes já se interrogou sobre o impacto e o alcance das suas publicações?

Obter um grande volume de reações e comentários às suas publicações dependem exclusivamente do maior ou menor interesse das mesmas, ou existem dias e horários melhores que outros?

Vamos por partes.

Antes de pensar na questão temporal, analise que tipo de publicações existe e que poderá utilizar.
Em primeiro lugar tenha presente que posts com imagens suscitam muito mais interesse do que vídeos ou textos isolados.

Nestas situações, a velha máxima que uma imagem vale mais que mil palavras aplica-se na perfeição. Uma mensagem de texto até pode ser muito comentada, mas são raríssimas as vezes que são partilhadas massivamente.

alcance-redes-sociais

As publicações de vídeo são menos eficazes do que as imagens porque normalmente exigem mais tempo para visualizar e, também por isso, menos pessoas os abrem.

Feito então este enquadramento, vamos partir a objetividade da questão temporal:

As publicações que efetuar da parte da manhã podem gerar mais interação. Pois, sendo esse o período onde as publicações são mais escassas, significa que tudo o que postar de manhã estará visível por mais tempo. Mas lembre-se que o tempo de visibilidade também dependerá de si, não exagere no débito de conteúdos, subtrairá atenção a cada um deles.

À segunda-feira é o dia que existe mais publicações nas redes sociais. Ao inverso, é ao sábado e domingo que os posts são menos frequentes.

No entanto, o dia que se gera mais movimento nas redes é a quarta-feira. É pois, precisamente, a meio da semana que existe o maior volume de comentários e dinâmica. Seguem-se nesta estatística as terças e as quintas-feiras.

Ao contrário, é ao fim de semana que se gera menor movimento nas redes sociais.

No que concerne às horas do dia com maior tráfego e interações, pode considerar que entre 2ª e 6ª feira a grande intensidade é às 11 horas da manhã e à noite, pelas 21 horas. Aos sábados o período de maior intensidade é pelas 19 horas e ao domingo pelas 22 horas.

No entanto, relativamente à effectiveness (eficácia), ou seja, os dias que os conteúdos publicados têm melhores resultados, estes são, estatisticamente, a terça e a sexta-feira.

Para resumir e clarificar:

2ª f 3ª f 4ª f 5ª f 6ª f sáb dom
Mais Posts

🙂

 

 

 

 

🙁

🙁

Mais dinâmica

 

 

🙂

 

 

 

🙁

🙁

Horas + dinâmicas

11 h

21 h

11 h

21 h

11 h

21 h

11 h

21 h

11 h

21 h

19 h

22 h

Effectiveness/Eficácia

 

🙂

 

 

🙂

 

 

Esta estudo resulta da análise de vários outros estudos e fontes, e tal como qualquer uma delas, pode ter algumas variações. Ainda assim, é uma fonte de informação interessante que poderá sempre testar e ver os resultados.

E, claro, se tiver algum comentário, é sempre bem-vindo!

 

Details

5 Aplicações Grátis Para Obter Feedback dos Seus Clientes e Assinantes

Após ter falado da importância de saber como fidelizar os seus clientes, um dos pontos que ajudam bastante na recolha de informação fidedigna, são as aplicações que existem online, pois permitem realizar esta tarefa de forma simples e sem necessitar investimento ou conhecimentos técnicos.

Daí e após a questão que um leitor (Helder Martins) colocou nos comentários desse artigo para saber que aplicações existem para realizar estas tarefas, concluí que seria uma boa ideia, não só responder ao seu comentário, mas também aproveitar e partilhar com os restantes leitores, a resposta com um novo artigo com algumas sugestões de aplicações.

aplicacoes-questionarios

A grande vantagens destas aplicações, é que, sem investimento (ou com muito pouco) e sem necessitar ter conhecimentos técnicos, pode facilmente criar questionários, sondagens, enquetes, etc de forma a recolher informação valiosa que lhe permita, não só ajustar a sua abordagem, comunicação, serviços, etc mas também adequar tudo isso à procura e vontade dos seus clientes e subscritores, de forma a fidelizá-los.

Assim, deixo-lhe 5 sugestões de aplicações gratuitas para criar questionários e recolher informação útil para si e para a sua empresa ou negócio.

Kwik Surveys

kwik surveys

Simples, grátis e intuitivo, que é como se quer este tipo de ferramenta, o Kwil Surveys permite criar um número ilimitado de questionários gratuitamente, com tantas questões quantas você quiser e com a possibilidade de exportar os dados dos resultados para serem trabalhados fora da aplicação, por exemplo em Excel.

Site: Kwik Surveys

[sws_divider_basic]

Survey Monkey

survey monkey

A Survey Money é uma excelente aplicação. Muito simples e rápida, esta solução é que eu tenho usado há alguns anos e, apesar das suas limitações (no plano gratuito), é algo que gosto bastante, dada a simplicidade da aplicação Existe um plano gratuito e um plano pago para situações maias exigentes, que não é o meu caso, mas que ainda assim, é bom saber que existe, caso um dia seja necessário.

O plano grátis permite criar questionários até 10 questões e recolher até 100 respostas por questionário. Os planos pagos começam em 25€/mês. Vale a pena testar!

Site: Survey Monkey

[sws_divider_basic]

eSurvey Creator

esurvey creator

O eSurvey Creator, é uma ferramenta simples de usar e que permite a qualquer pessoa criar questionários com alguma facilidade.

Embora tenha um plano grátis, este é válido apenas por um mês, já que este serviço assenta numa subscrição mensal. No entanto, nesse período experimental, permite realizar um número ilimitado de questionários e coletar um máximo de 350 respostas.

Site: eSurvey Creator

[sws_divider_basic]

Fluid Surveys

fluid surveys

A Fluid Surveys afirma-se como sendo a melhor aplicação para criação de questionários na internet.

Os seus pontos fortes são a facilidade de utilização, a criação de questionários multimedia, entre outros pontos.

Além disso disponibiliza um plano gratuito que permite realizar até 20 questões por questionário e recolher até 150 respostas também por cada questionário.

Embora isto possa parecer uma limitação para alguns, o que poderá sempre fazer é, quando tiver um dos questionários completo, criar um novo com base no anterior e assim, poderá continuar a recolher respostas no novo questionário.

Site: Fluid Surveys

[sws_divider_basic]

Web Survey Creator

web survey creator

O Web Survey Creator é outra aplicação semelhante às anteriores, também muito intuitiva e com algumas funcionalidades interessantes como é o caso de questionários em formato mobile (há outras que também têm).

O seu plano gratuito tem uma limitação não só de 100 respostas poquestioário, mas também de 100 respostas por mês, o que pode ser mais limitativo que as anteriores, mas não deixa de ser uma opção interessante.

Site: Web Survey Creator

[sws_divider_basic]

Conclusão

Existem muitas ferramentas que pode usar com o fim de recolher informação dos seus clientes e/ou assinantes, e aqui o importante é que escolha uma e lance “mãos à obra”.

É claro que, ainda mais importante que isso, será dar o devido tratamento à informação recolhida, pois aí é que estará o real valor deste tipo de ações, bem como no ajuste e implementação de medidas concretas que visem aproximar o seu target da sua pessoa, empresa ou negócio.

Espero que tenha achado útil e se tiver alguma questão, é só deixar um comentário!

Details

Facebook Lança o Botão “Quero”

O Facebook está a realizar o lançamento do botão “Quero” (“Want”) numa tentativa de aproveitar a associação que existe entre o ato de comprar e a atividade social, já que cada vez que queremos comprar alguma coisa, normalmente temos sempre tendência de falar com os nossos amigos sobre isso e obter conselhos, dicas, referências, etc, para fazermos “boas compras”.

Nesta perspectiva, faz sentido associar o ato de comprar à experiência social, ou seja juntar opções de compra à rede social, que neste momento, tem maior exposição a nível mundial.
Como pode imaginar, o potencial de algo assim é enorme para todas as empresas e empreendedores que poderão assim aumentar a exposição dos seus produtos e serviços, de forma a aumentar as vendas.

botão quero do Facebook

Imagem: Wantbutton

Este lançamento ainda está em fase beta, mas poderá muito bem ser um grande passo no que se chama de “Social Commerce”.

Embora ainda não se saiba muito bem os contornos finais do enquadramento deste novo “botão”, poderá ser algo que venha a funcionar como elemento dinamizador das compras com a integração dos produtos no Facebook, e do botão junto dos produtos.

Fala-se ainda da possibilidade de criar uma página envolta no “Quero”.
Neste momento, já existe alguma informação, mas ainda é difícil conseguir concluir com toda a certeza o enquadramento deste novo botão no panorama actual do Facebook.

Assim de repente, vejo algumas questões a levantarem-se. Entre elas:

  • Será algo apenas para aumentar a ligação do comércio ao Facebook?
  • Poderá ser algo que venha abrir as portas para a realização de transacções “dentro” do Facebook algures no futuro?
  • Conseguirá, com isto, o Facebook (re)aproximar as empresas da rede social?

Ainda não existe uma resposta concreta e definitiva para estas questões, ou se calhar, até existe, mas não é conhecida em absoluto, pois se poderá não passar de um novo “botão”, por outro lado também poderá vir a ser um começo para algo maior.

Seja como for, parece-me um passo inteligente da parte do Facebook, como forma de aumentar a exposição, utilização, e partilha de conteúdos dentro da sua rede social.

O que acha deste novo botão “Quero”?

Partilhe a sua opinião connosco nos comentários!

Details

Como Manter Os Seus Clientes Fidelizados

Em qualquer estado de economia ou nicho de mercado, um aspeto que ganha cada vez mais importância e que deve ser uma das prioridades de qualquer negócio ou empresa é saber como fidelizar os seus clientes.

A fidelização de clientes ou de subscritores é algo que, a médio/longo prazo garante uma maior rentabilidade e sustentabilidade, mas para isso, é importante ter em atenção alguns aspetos para que se possam implementar medidas eficazes com vista a conseguir de fato, fidelizar os seus clientes ou assinantes, consoante o caso.

fidelizacao clientes

Qualquer empresa ou empreendedor deve perguntar-se constantemente:

Como é que os clientes me (ou nos) vêem?

E aqui é importante averiguar, entre outros aspectos:

  • Quais são as primeiras impressões
  • Quais são os primeiros adjectivos que os clientes usam para me/nos classificar
  • Como é que conseguimos recolher feedback fidedigno e com qualidade dos nossos clientes ou assinantes

Dependendo do tipo de situação e do tipo de negócio, poderão haver alguns métodos mais indicados que outros, mas, independentemente disso, existem pontos comuns que são, no fundo, o mais importante.

Existem muitas formas de inquirir os seus clientes ou assinantes, mas há alguns que pela sua natureza, são particularmente arriscados no sentido em que, potencial a margem de desvio ou erro na avaliação do feedback.

Os riscos de recolher informação que não seja fidedigna são mais ou menos óbvios, e podem, obviamente, ter impactos negativos na sua actividade, dependendo da profundidade das alterações que forem implementadas com base nesse feedback que recebeu anteriormente.

Os “focus groups” muitos usados no passado e ainda hoje, podem de fato levantar questões, já que muitos estudos apontam no sentido de, quando em grupo, as pessoas tem tendência para seguir uma liderança mais ou menos “espontânea” que se assuma como tal, e acabam por partilhar dos pensamentos e opiniões dessas lideranças, sem terem o seu espaço para poderem dar a sua genuína opinião.

Pessoalmente, e até que me provem o contrário, considero que a melhor forma de recolher informação fidedigna é através de questionários anónimos e com uma operativa que não implique um grande esforço para a pessoa o completar. Mas isso sou eu, há-de haver outras formas igualmente interessantes, como é o caso do cliente-mistério.

Seja como for, o mais importante é tentar aplicar a forma que mais se adequa, tendo em consideração o seu caso, e os seu objetivos.

Tendo implementado uma forma de recolha de informação, surge outro ponto importantíssimo, que é o aproveitamento dessa informação.

Por vezes, o que acontece é que depois de recolher a informação, as pessoas/empresas não sabem muito bem o que fazer com ela. É uma situação algo comum, mas que requer algum empenho e dedicação em analisar como é que podem tirar real partido dessa informação.

Nesta fase, com base na informação recolhida, levanta-se outra questão crucial:

Como é que pode melhorar a sua imagem e desempenho junto dos seus clientes?

Este ponto é extremamente importante, pois será aqui, que devem ser definidas as medidas a implementar e/ou o rumo a seguir, de forma a aumentar o grau de satisfação dos clientes no que respeita à relação que têm consigo/com a sua empresa.

A informação recolhida é muito importante para aproximar a sua oferta dos seu target, sejam eles clientes do seu negócio ou empresa, ou assinantes/subscritores do seu site ou blog.

Com base em dados concretos, pode implementar vários tipos de ações:

  • adequar a sua oferta aquilo que o seu target realmente valoriza
  • eliminar problemas ou obstáculos que possam de alguma forma incomodar os seus clientes ou impedi-los de se aproximarem mais da sua empresa/negócio
  • explorar as tendências que possam ser mais comuns entre o seu target e dirigir empenho e energia em acompanhar essas tendências
  • descobrir necessidades apontadas pelo seu target que podem ou não ter sido tidas em conta anteriormente
  • disponibilizar conteúdos, informação ou funcionalidades que vão de encontro aquilo que a sua audiência realmente quer.

Enfim, um sem fim de possibilidades de melhorar a sua relação com os seus clientes ou subscritores.

Eu, por exemplo, utilizo frequentemente questionários no sentido de tentar identificar dificuldades comuns, necessidades de informação, entre outros aspetos, e depois uso essa informação para adequar a informação que publico aqui no Web Marketing, assim como na criação de outros tipos de conteúdos, como vídeos, tutoriais, cursos, etc.

Conclusão

Este conjunto de ações é tão importante e ainda assim, não são muitas as empresas/negócios que se preocupam em fazê-lo, ou pelo menos eu acho que deveria haver mais empenho neste aspeto, pois com a expansão da internet e todas as mudanças que temos vindo a assistir no que respeita a tendências de consumo (sejam de artigos físicos ou digitais, como de conteúdos), a importância de tentar adequar a oferta à procura dever ser uma preocupação crescente e constante.

As vantagens são tão óbvias e significativas que seria de esperar um maior reconhecimento desta ferramenta tão essencial.

De qualquer forma, independentemente da mecânica que escolha usar para tentar recolher feedback genuíno da sua audiência, o importante é reconhecer a importância deste processo e dedicar o máximo de empenho não só na fase de recolha de informação que seja realmente relevante, como depois, na fase da implementação de medidas que sejam adequadas e eficazes para melhorar a sua relação com a sua audiência.

Espero ter ajudado, de alguma forma, a ver a real importância destes métodos simples e eficazes no que diz respeito ao processo de fidelização de clientes ou assinantes, conforme seja o seu caso.

Se tiver alguma questão ou contributo, não hesite em deixar um comentário!

 

Details

Sabe o Que Um Blog Pode Fazer Pelo Seu Negócio?

Alguma vez se interrogou sobre qual a real necessidade de uma empresa ou negócio possuir um blog? Que contributos positivos e que vantagens poderá dar ao seu negócio se criar um blog, alimentando-o e mantendo-o ativo?

Um blog é cada vez mais, um ativo muito importante e um contributo muito grande para o crescimento e desenvolvimento de um negócio na internet.

A importância de ter um blog

Deixo-lhe aqui 5 boas razões para que a sua empresa ou negócio tenha um blog:

1. Interação e Aproximação

Um blog coloca a sua empresa no meio da comunidade. Interage com os seus seguidores, gera e fomenta opiniões. Direciona ideias, pensamentos e muitas vezes pode tornar-se um verdadeiro aglomerador de pensamentos. Gera feedbacks, é mais íntimo com a comunidade.

2. Aumento da Visibilidade Social

O blog pode ser o impulsionador das suas redes sociais. As suas publicações poderão ser partilhadas directamente e facilmente a partir dele. Qualquer que seja a informação, o pensamento, a campanha ou a promoção, poderá nascer sempre do seu blog para a sua comunidade online. Além do mais, o feedback é mais imediato e sobretudo de fãs mais “próximos”, o que pode logo à partida, obter uma crítica construtiva – por amostragem – à sua iniciativa.

3. Indicador de Atividade

Fazer uso corrente e positivo de um blog dá movimento ao seu negócio. Mostra que a actividade está de boa saúde e cria sensação de mobilidade, posicional ou estratégica, como preferir. Mais, não só demonstra vivacidade, como faz crer aos clientes e seguidores que as suas necessidades e opiniões são altamente consideradas na condução do seu negócio. A verdade é que efetivamente e obviamente o são, mas a sensação de que isso acontece mesmo é muito maior.

4. Indexação e Aumento de Visitas

Um outro (e forte) motivo, é porque os motores de busca, como o Google por exemplo, contabilizam todas as atualizações de conteúdos e provocam um efeito multiplicador. Um blog muito ativo e participativo poderá funcionar como uma alavanca da sua estratégia de SEO (search engine optimization), direcionando visitantes para o seu universo de acção e é, por isso, uma excelente forma de aumentar as visitas ao seu site ou sites.

5. Receptividade e Acção

Na gestão e manuseamento do seu blog, o seu comentário é sempre o primeiro do passado. Ou seja, você poderá reagir rapidamente e imediatamente a eventuais situações inesperadas, não só ganhando vantagens visuais e esses comentários, como também associando a sua opinião a links ou posts colocados.

Conclusão

Tenha consciência que, por vezes, um blog pode ser mesmo o motor que movimenta o seu negócio. Os benefícios de uma boa gestão do seu blog são, por isso, importantíssimos. Dê-lhe dinâmica, vivacidade e posicione-se no seio dos seus principais seguidores. E claro, last but not least, repetidas frases, palavras ou expressões poderão, não só aumentar os seus rankings SEO, como impulsionar os mecanismos de visibilidade em toda a sua presença online.

Details

Como Fazer Backup De Um Site (Vídeo)

Como fazer backup de um site é algo fundamental que qualquer pessoa ou empresa que tenha um, deve saber fazer, quanto mais não seja por motivos de segurança.

Neste vídeo, mostro como fazer um backup de um site de forma fácil e sem necessidade de conhecimentos técnicos.

Existem várias formas de fazer backups de sites, e neste vídeo eu mostro um dos métodos mais fáceis e ao alcance de qualquer pessoa.

Espero que tenha gostado do vídeo e se tiver alguma dúvida ou questão, deixe um comentário!

Details

10 Regras de Etiqueta nas Redes Sociais

Se no mundo real existem regras de conduta e bom senso que se aplicam à vida em sociedade, também no contexto online das redes sociais poderá identificar algumas delas, que naturalmente deverão ser seguidas e respeitadas.

É assim importante que, enquanto utilizador das redes sociais, tenha presente algumas dessas regras de etiqueta “sociais”.

etiqueta redes sociais

Deixo-lhe então aqui 10 regras de etiqueta não deverá descurar na sua presença online.

10 Regras de Etiqueta nas Redes Sociais

  1. Evite inundar a sua rede com posts a todo o instante. Por vezes demasiada informação tem o mesmo efeito que nenhuma informação. Evite o “oversharing”, ou seja, o excesso de pensamentos, pontos de vista, acções e factos irrelevantes do seu dia-a-dia. O excessivo débito de conteúdos sem qualquer critério, pode tornar-se aborrecido.
  2. Respeite o status dos chats de conversação. Se alguém está indisponível é porque, por algum motivo, não pode falar.
  3. Evite comentários preconceituosos e/ou agressivos. Lembre-se que um pequeno comentário poderá ter um impacto muito grande em quem o lê. Além disso fica escrito e visível por tempo indeterminado. Descontextualizado poderá dar uma imagem errada de si.
  4. Evite publicações de conteúdos inapropriados, como imagens ou vídeos de tortura, abusos, violência ou pornografia. Se tem dúvidas que possa causar constrangimento ou chocar alguém, então não publique.
  5. Não escreva mensagens em letra maiúscula. Vai dar a entender que está a gritar ou num registo agressivo.
  6. Tente utilizar uma linguagem agradável e evite os erros ortográficos. A forma como transmite a mensagem pode superar em atenção o conteúdo da mesma.
  7. Evite o envio constante de jogos e aplicativos. Receber as atualizações automáticas sobre os seus jogos ou passatempos, já será mais do que suficiente para os seus familiares e amigos.
  8. Evite fazer divulgações identificando pessoas nas fotos ou comentários. Pode não ser agradável alguém ter uma foto agregada ao seu perfil que não queira partilhar. Muito menos se começar a receber notificações por cada comentário colocado.
  9. Peça permissão antes de adicionar alguém a um grupo. É importante certificar-se que essa ação não causa constrangimentos. Pertencer a um grupo pode ser uma coisa simples e inocente, mas também poderá associar a algum ideal social ou politico, por exemplo.
  10. Evite tomar o lugar da imprensa. Lembre-se que todos podemos ser amigos ou fãs dos meios de comunicação e das celebridades. Reproduzir notícias de jornais ou revistas a toda a hora ou “retweetar” o que uma celebridade faz a cada minuto pode ser desinteressante e cansativo.

Conclusão

Naturalmente haverá muitas mais, mas nem todas consensuais, afinal também assim é no “mundo real”.

Cada vez passamos mais tempo junto das redes sociais e, no fundo, a ideia base será também aqui, gerirmos emoções e comportamentos, ajustando-nos aquilo que é aceitável dentro do contexto online.

Details

Como Gerir a Sua Caixa de Email Com Eficácia: 8 Dicas

Gerir a caixa de email é uma das tarefas mais importantes do quotidiano, até aqui não há muitas dúvidas.
A diversidade de emails que se recebe diariamente assim como a sua importância, faz com que alguns sejam prioritários em relação a outros, e mesmo os restantes requerem diferentes tratamentos. Logo, existe a necessidade de criar algum tipo de organização para tratar e gerir eficazmente o fluxo da sua caixa de email e é sobre isso que falo neste artigo.

Caixa de Email

Diferentes pessoas têm diferentes formas e métodos de se organizarem.

De forma alguma, quero dizer com este artigo que os métodos ou as dicas que vou falar são as únicas ou as mais eficazes, até porque o que resulta comigo pode não resultar consigo e vice-versa.

De qualquer forma, e como o tema permite muitas interações, pode sempre deixar o seu comentário sobre o método que resulta consigo.

Com base na minha experiência, partilho consigo algumas dicas que têm resultado comigo, independentemente de factores externos a estes métodos como é o caso da disponibilidade propriamente dita. Não havendo qualquer ou muito pouca disponibilidade, não haverá qualquer método milagroso que trate das coisas por si, a não ser talvez uma assistente pessoal, que é algo que não tenho, e que muitas das pessoas que vão ler este artigo também não têm.

Sem mais demora, seguem as dicas:

1. Criar Pastas por Tópicos

Este é talvez a mais óbvia e comum de ser usada, mas também uma das mais eficazes.

No entanto, poderá não ser suficiente criar algumas pastas por tópicos. Muito provavelmente e dependendo da variedade de tópicos e do tipo de assuntos que trate por email, poderá ser necessário criar sub-pastas dentro dessas pastas.

2. Marcar Itens Lidos/não Lidos

Marcas os emails como “não lidos” também pode ser uma excelente ideia por forma a chamar a sua atenção para aqueles em que você quer tomar algum tipo de acção, seja responder, reenviar ou qualquer outra acção, e desta forma, você aumenta a possibilidade dele não passar despercebido, já que ao fazê-lo, ele aparecerá a bold e chamará mais a sua atenção, além de que, a pasta onde esses emails estiverem terá um indicador numérico do número de emails não lidos que estão nessa pasta.
Seja qual for o programa de email que você use, ele tem certamente esta opção.

3. Manter a Inbox/Caixa de Entrada limpa

Esta dica é importante, na medida em que, lhe permite dedicar mais atenção aos emails à media em que eles vão chegando.
É claro que ela não deve ser usada sem outras aqui mencionadas, como é o caso da dica anterior, que ajuda a que os emails importantes terão a devida atenção mesmo que não estejam presentes na Inbox ou Caixa de Entrada.

4. Criar Regras/Rules

Esta dica é particularmente importante para tarefas que você quer automatizar. Um exemplo prático da utilização das regras é por exemplo, o reenvio de certos emails que tenham sempre as mesmas caraterísticas para outro endereço ou o arquivamento automático numa pasta específica.

Digamos que você recebe muitos emails que são avisos de pagamentos que recebe referentes a negócios seus e que todos eles têm no título “pagamento recebido…”. Neste caso, você pode criar uma pasta chamada “Pagamentos Recebidos” e criar uma regra onde diz que todos os emails que chegarem e que tenham esse texto no título, devem ser encaminhados para a pasta “Pagamentos Recebidos”.

Desta forma, automatiza um processo recorrente que sempre lhe toma mais algum tempo e mantém a Inbox ou Caixa de Entrada mais limpa.

5. Usar Categorias ou Flags

Eu não conheço todos os programas de email, mas a maior parte deles tanto para PC como para MAC, têm esta opção ou similar.

Ela permite através da atribuição de uma categoria (Outlook) ou flag (Mail) atribuir um ícone colorido ao email e assim sempre chama mais a atenção para esses emails de forma a que não passem despercebidos .

Consoante o tipo de assunto, pode escolher uma cor ao seu gosto (Exemplo: vermelho = Urgentes, Verdes = Família e Amigos, etc) e assim cada vez que vê um email que tenha atribuída uma categoria ou flag já sabe, mesmo sem entrar no email, que tipo de assunto/importância trata esse email.

Para esta dica funcionar, tem de ter visível a respectiva coluna (Categorias ou Flags) no seu programa de email.

6. Criar uma Pasta de Pendentes

Para aqueles emails que não são urgentes, mas que você quer ou precisa de lhes dedicar atenção em algum momento mais tarde, a criação de uma pasta de “Pendentes” pode ser uma solução interessante que o(a) ajude a, por um lado a manter a Inbox/Caixa de Entrada mais limpa, e por outro a manter os seus emails mais organizados.

Desta forma, também poderá sempre definir algum momento do dia, em que terá mais tempo para dedicar exclusivamente a estes emails, de forma a não deixar que eles se acumulem.

7. Numerar as Pastas Para Melhor Visualização

Um dica muito simples e muito útil, é atribuir um número ao início do nome das pastas de forma a que as pastas mais importantes sejam as primeiras da sua lista de pastas. Isto porque o seu programa de email muito possivelmente listará as suas pastas por ordem alfabética e isso poderá esconder algumas pastas mais importantes.

Por exemplo, se criar uma pasta para “Pendentes”, seria muito importante e útil que essa pastas fosse das primeiras da lista, para isso, bastaria mudar o nome da pasta de “Pendentes” para “1 – Pendentes”. Assim, a pasta ficaria sempre no início da lista independentemente da quantidade de pastas que viesse a criar no futuro, a não ser que criasse uma pasta começada por zero, claro 🙂

8. Arquivar Pastas Antigas ou Por Ano

Com o tempo, os emails mais antigos vão-se acumulando e ocupando espaço tanto no seu programa de email, como em pastas que provavelmente não serão tão importantes, assim será uma boa ideia criar arquivos com os emails e pastas mais antigas.

Pode optar por uma organização anual por exemplo. Neste caso, tudo o que for do ano de 2011 estará dentro de uma “pasta mãe” chamada “2011” e assim sucessivamente.

Este tipo de organização cronológica permite-lhe ter um número mais reduzido de pastas para temas atuais, assim como pastas mais “limpas” , fazendo com que consiga encontrar emails recentes com maior rapidez.

O mesmo se pode aplicar aos emails antigos, pois sabendo o ano em que algo aconteceu, bastará ver ou pesquisar na “pasta mãe” desse ano. Caso não encontre, pode sempre procurar no modo de pesquisa para todas as pastas.

Conclusão

Como disse no início, existem muitos métodos de organização para ser mais produtivo com o email, e cada pessoa se adapta melhor a um determinado método, por isso estes não só não são os únicos métodos que pode usar para melhor gerir a sua caixa de email, como poderão não ser os melhores para si.

De qualquer forma, são os que eu uso e que achei interessante partilhar consigo, já que este tema é sempre importante e muitas pessoas ainda não encontraram um método que seja eficaz para o seu caso.

Espero que tenha gostado das dicas, e se tiver alguma para partilhar, eu gostava de ler sobre ela nos comentários!

Details

Dá ao LinkedIn a Importância Que Ele Merece?

Estar presente no LinkedIn há muito que deixou de ser opcional, mas sim um complemento fundamental à sua atividade profissional.

Sendo na sua essência uma plataforma de contactos profissionais, estar inserido no LinkedIn é uma forma de poder estar ativo, visível, contactável e aproveitar tudo aquilo que tem para lhe oferecer. Genericamente, quanto maior for a sua rede de contactos, maior será a sua capacidade de interação com o meio profissional.

Através da criação de uma identidade profissional assertiva, o LinkedIn não só poderá ajudá-lo a posicionar-se, como poderá melhorar a sua imagem e notoriedade.

linkedin

Criar um Perfil

Em primeiro lugar há que criar um perfil, mas lembre-se, estará a gerir a sua identidade profissional e o perfil será o seu cartão de visita.

Escolha uma foto sóbria e ajustada à sua atividade. Nada de fotos em atividades lúdicas ou em contextos impróprios. Nas fotos de perfil do Facebook vale quase tudo, aqui não é o caso.

Indique o que faz e onde. Mesmo que não mencione o nome da empresa, indique pelo menos a sua profissão ou o sector de atividade onde se move.

A experiencia profissional e a formação académica também são importantes. Procure não ser demasiado exaustivo nos detalhes, mas coloque a informação necessária.

Contactos

Construa a sua rede de contactos com critério. Quando adiciona um novo contacto terá sempre que identificar a origem,  ou a razão, de o estar a fazer.

Poderá ter acesso às atividades dos seus contactos, como sejam alterações profissionais ou inserção em grupos.

Grupos

É de fundamental importância estar associado a grupos que debatam temas do seu interesse ou até participar nos debates existentes nos mesmos, pois isso vai permite-lhe uma fácil e constante atualização dos seus conhecimentos profissionais.

Saber sobre a sua empresa, movimentos da concorrência, novos produtos e serviços. Partilhe e troque ideias.
Não há limite para o número de grupos a que se associa, aproveite e procure os melhores.

URL Público

Outra das boas ferramentas que o LinkedIn lhe fornece é a possibilidade de ter um URL público. Pode e deve utiliza-lo em seu proveito, incluindo-o por exemplo, na sua assinatura de email. Se tiver cartões pessoais poderá perfeitamente incluí-lo, pois só lhes adicionará credibilidade. Como complemento, poderá até inclui-lo no seu CV.

Recomendações

A dinâmica das recomendações funciona de uma forma muito simples, pois você poderá recomendar alguém que já tenha trabalhado consigo (ou ainda trabalhe) e poderá convidar alguém a fazer o inverso.

Não deve desvalorizar esta opção, um bom perfil deve conter algumas recomendações, pois pode valorizar-lhe a imagem em vários ângulos da sua atividade profissional.

Pode acontecer que diferentes pessoas, desconhecidas entre si, possam realçar semelhantes e positivos traços da sua personalidade.

Conclusão

Explore todas as potencialidades do LinkedIn. Construa a sua própria rede de contactos, valorize a sua imagem profissional e ponha o LinkedIn a trabalhar para si. Encontrará pessoas e descobrirá oportunidades.

Details

Como Captar Mais Clientes: 3 Fórmulas de Sucesso

Qualquer empresa ou negócio para conseguir sobreviver, precisa de fuel, e o fuel das empresas e dos negócios são os seus clientes.
Logo, uma das questões mais pertinentes que se levanta é: “Como captar clientes?”
Online ou off-line, esta questão é algo que está na raiz do sucesso de qualquer negócio, por isso, hoje vamos ver alguns exemplos de abordagens de sucesso de captação de clientes na vertente online.

Como captar clientes

Embora existam muitas formas de conseguir mais clientes, qualquer método tem mais ou menos sucesso, dependendo de vários fatores, dos quais, destaco, o nicho de mercado e a forma como é implementado.

1. Parcerias Verticais

Este tipo de parceria não é a (mais) típica parceria que estamos mais habituados a ver online, ela traduz-se numa parceria que é realizada entre 2 empresas ou fornecedores que estão em posições diferentes na cadeia de fornecimento de um determinado produto ou serviço – daí o termo Parcerias Verticais.

Um exemplo fácil de ilustrar este tipo de parceria off-line, embora possam haver muitos, é na construção civil, uma parceria entre o construtor e o fornecedor de azulejos.

Ora na cadeia de fornecimento do serviço de “venda da casa”, o construtor está numa posição diferente do fornecedor de azulejos, no entanto, este tipo de parceria, permite por um lado garantir um determinado tipo de qualidade e nível de serviço do fornecedor ao construtor, e por outro, um fluxo de encomendas superior praticamente garantido sem a necessidade do fornecedor de azulejos ter e sustentar uma força de vendas.

A transposição deste conceito para o “mundo online”, é igualmente possível e eficaz.
Apenas para efeitos de ilustração deste conceito aplicado na vertente online, podemos ter por exemplo a parceria de um designer com uma empresa que vende um serviço de criação de sites. Poderia dar vários exemplos, este é apenas um deles.

2. Sistemas de Afiliação

Os sistemas ou plataformas de afiliação são outra excelente solução para conseguir alargar o âmbito de captação de clientes, sem que para isso tenha de investir em forças de vendas ou publicidade.

Um dos exemplos mais conhecidos é a Netaffiliation, mas há vários. Até porque têm aparecido várias plataformas em português nos últimos anos. A alternativa às plataformas de afiliação é a criação de um programa de afiliados próprio, o que requer mais algum investimento na sua implementação.

Seja como for, aderindo a um sistema de afiliação, você poderá optar por implementar vários tipos de acções com diferentes condições, isto é, pode optar por exemplo por um sistema de captação de leads (simples) – CPL ou “Cost Per Lead”– que se entende algo como alguém que preenche um formulário com apenas alguns dados como o nome e email ou telefone, sendo o respectivo pagamento por cada lead válida captada. Ou pode optar por um sistema de captação de vendas, em que o pagamento é feito apenas por cada venda efectuada.

Um excelente exemplo deste sistema é o dos casinos.

Os casinos investem bastante na angariação e novos clientes através de um sistema de pagamento de comissões aos seus afiliados. Este sistema requer que, à semelhança do que é feito nicho, sejam criados projetos que privilegiem a credibilidade, com bom conteúdos e que, de alguma forma, marquem a diferença dos restantes projectos no mesmo nicho.

Um exemplo disso é o casino.pt que disponibiliza informação útil aos interessados de forma clean e simplificada. Este é um exemplo que como pode ser implementado um sistema de afiliação com sucesso, pois não se limita a fazer a captação. A quantidade e qualidade da informação disponibilizada é certamente que ajuda os visitantes interessados a esclarecerem as suas dúvidas, e com isso, aumentar a confiança nas suas recomendações, e consequentemente, aumenta a captação de clientes.

3. Sales Funnel Eficaz

Seja qual for o sistema de captação que tenha implementado, o mais importante é ter um sales funnel eficaz e bem implementado. E o que é que isto quer dizer?

Essencialmente que, todas as suas acções relacionadas com a captação de clientes, devem ser coerentes com uma estratégia “global”, que lhe permita atingir o seu objectivo final: gerar vendas. Embora claro, possa ser canalizado para qualquer que seja o seu objectivo final.

Este sales funnel não é mais que um conjunto de acções exercidas numa determinada ordem e prioridade, de forma a conseguir converter o máximo volume de leads em clientes.

Do mais simples ao mais complexo, o objectivo final é sempre o mesmo, “levar as leads” a tomarem uma determinada acção que você deseja que elas tomem, que normalmente é a acção que lhe trará o retorno sobre o seu investimento.

Já lá vai o tempo (se é que alguma vez o houve) em que seria suficiente criar uma página e dizer, agora “clique aqui e faça isto”. É necessário entender vários aspectos relacionados com o nicho, a forma de captação entre outros, para que tudo seja orientado para o objetivo principal.

Este tema, só por si, tem muito que se pode dizer, talvez seja tema para outros artigos, se eu vir que você tem interesse nisso.
Seja como for, o conceito base é este.

E honestamente, parece-me algo que muitos negócios deveriam considerar e dar a merecida importância.

Details

Porque é Que Você Deve Ter Um Exact Match Domain (EMD)

A maior parte das pequenas e médias empresas que estão presentes na internet em Portugal e no Brasil, marcam a sua presença com um domínio igual ou idêntico ao nome da própria empresa, o que para efeitos institucionais é muito bem pensado, mas em termos comerciais e de captação de negócio é um grande erro.

Exact Match Domain

Tomemos como exemplo uma empresa fictícia com o nome “Asdrubal e Filhos, Lda.”,  cuja actividade é vender tintas impermeáveis é o seu site, à semelhança de 90% dos sites de empresas é asdrubalefilhos.pt ( ou .com.br).

Ora, quando uma pessoa vai ao Google pesquisar por “tintas impermeáveis”, a probabilidade de encontrarem o “site do Asdrubal” é muito baixa, pelo menos no primeiro lugar do google para essa pesquisa.

Embora hajam vários fatores que interferem no posicionamento de um site no Google, os sites que estão na primeira página do Google têm naturalmente uma componente de optimização (SEO) maior ou menor, consoante o nicho e a concorrência, que faz com que o seu posicionamento seja melhor que um site que não está optimizado, ou que está erradamente optimizado para os motores de busca.

Um desses fatores que contribuem para o melhor posicionamento de um site nos motores de busca, embora não sendo o único como é óbvio, é o domínio.

É aqui que entra o Exact Match Domain ou EMD.

O que é um Exact Match Domain?

Um exact match domain é um domínio que contém a palavra ou palavras (expressão) usadas pelos internautas para pesquisarem sobre um determinado assunto, produto ou serviço.

No caso do exemplo deste artigo, um possível exact match domain seria “tintasimpremiaveis.com” (.pt ou .com.br).

Quais as vantagens de Usar um Exact Mact Domain?

As vantagens são várias!

Conseguir bons rankings nos motores de busca com menos esforço, ou até conseguir chegar ao primeiro lugar no google, que é a posição eu gera mais visitas orgânicas (e grátis).

O que normalmente acontece, é que as empresas adotam o domínio com o nome da sua empresa e quando querem aumentar as visitas ao seu site e aumentar as vendas, compram publicidade no Google e noutros sites.

Ora, logo aqui representa um investimento considerável, até porque este tipo de campanhas têm de ser muito bem geridas para serem rentáveis. Além de que, é um investimento que, quando suspenso ou terminado, o mesmo acontece ao tráfego que daí advinha, fica suspenso até novo pagamento, ou pára simplesmente, por não haver mais investimento.

Se, por outro lado, as empresas adotarem domínio “keyword rich” (rico em keywords), e se este for de preferência um exact match domain, mesmo que mantenham o seu site institucional no domínio com o nome da empresa, a probabilidade de conseguirem captar muito mais tráfego de forma gratuita e sem terem de fazer pagamentos periódicos, como é o caso da publicidade, é muito maior.

E até podem investir em publicidade para captar mais negócio, pois uma coisa não invalida a outra, mas certamente neste caso conseguem captar MUITO mais tráfego gratuitamente e de forma mais duradoura, continuando assim a receber visitas, mesmo quando pararem ou suspenderem os seus investimentos em publicidade.

Naturalmente que existe outros aspectos importantes no processo de otimização de um site para os motores de busca. Se bastasse um domínio, então qualquer um o fazia, e estava instalado o caos.

É óbvio que não é assim, mas a correcta utilização de um exact match domain, é certamente um GRANDE passo em frente na obtenção de mais visitas e mais negócio de forma quase passiva e em piloto quase automático, em vez de se manterem apenas com os seus sites com o nome da empresa no url.

Nota: eu digo “quase passiva” e “piloto quase automático”, porque como tudo na vida, e principalmente na internet, o processo de SEO requer sempre algum acompanhamento e manutenção, mas nada de muito complexo na grande maior parte dos casos.

Espero que este artigo, contribua para ajudar a aumentar a preceção da necessidade de usar domínios mais direcionados para a captação de visitas e negócio.

E você já usa esta técnica para ganhar mais visibilidade online?

Details

Software de Email Marketing: Preço Vs. Qualidade

O email marketing, é cada vez mais uma ferramenta indispensável que nunca perdeu o seu espaço e importância, mesmo com a forte penetração das redes sociais no dia a dia dos utilizadores de internet.

Isto, porque como em alguns pontos, o email marketing é superior às redes sociais. Com isto não digo que não se deve incluir a componente de social media no seu plano de marketing digital, pelo contrário. Mas pensar que se está a conseguir tudo apenas com as redes sociais, é muito limitativo.

Além de que, nas redes sociais (ex: Facebook), os fãs da sua página, não são um ativo SEU, mas sim do Facebook. Já a sua lista de emails, é sempre SUA, mesmo que esteja a usar um software de email marketing online.

Seja como for, se não souber escolher um BOM software de email marketing, corre vários riscos, entre eles, deitar dinheiro para o lixo.

Existem vários motivos para dar a devida importância à qualidade do software de email marketing, mas há um que é, a meu ver, absolutamente crucial, e que é o seguinte:

A (Verdadeira) Taxa de Entrega

A taxa de entrega, é, senão o mais importante, um dos mais importantes motivos pelos quais a qualidade de um bom software de email marketing faz realmente a diferença.

A verdade é que alguns serviços mais baratos apregoam taxas de entrega muito altas, que não conseguem (nem de longe) cumprir, e isso, é meio caminho para o fracasso. Senão, veja os seguintes exemplos.

Digamos que tem uma lista de 500 emails e no exemplo 1 usa um serviço mais barato de “qualidade duvidosa” e no exemplo 2 utiliza um bom software com qualidade reconhecida.

Mantendo todas as outras variáveis iguais, veja a diferença no resultado entre a utilização dos 2 serviços:

Exemplo 1 – Software Barato:

Lista: 500 emails

Taxa de entrega 70%: 350 emails entregues

Taxa de abertura 50%: 175 aberturas

Taxa de clique 50%: 88 cliques

Conversões 20%: 18 conversões

Valor da conversão: 30€

Resultado: 18 x 30€ = 540€

Exemplo 2 – Software de Qualidade:

Lista: 500 emails

Taxa de entrega 95%: 475 emails entregues

Taxa de abertura 50%: 238 aberturas

Taxa de clique 50%: 119 cliques

Conversões 20%: 24

Valor da conversão: 30€

Resultado: 24 x 30€ = 720€

Diferença: +180€ o que equivale a um aumento de 33% em relação ao resultado do exemplo 1.

Em apenas 3 ações semelhantes teria um retorno 100% superior!

Usar um serviço barato com pouca (ou nenhuma) qualidade, poderá conseguir uma taxa de abertura na ordem dos 70% (e já é muito generoso para um serviço desses), o que significa que consegue fazer chegar a sua mensagem a 350 emails.

A grande maior parte destes serviços com pouca qualidade nem chegam perto dos 70% de taxa de entrega. Se conseguirem algo a rondar os 50% é muito, mas eu quis ser generoso e mostrar que, mesmo assim, fica muito abaixo dos resultados que se conseguem com um bom software.

Obviamente que o cenário ideal é combinar o preço e a qualidade, mas tenha sempre em atenção que se optar por um “software barato”, poderá estar a condicionar o seu futuro retorno.

Conclusão

Eu tenho usado o E-goi e até hoje tem sido uma experiência muito positiva. E tenha em atenção que os softwares que eu usava anteriormente eram alguns dos softwares mais usados internacionalmente, o que faz com que o meu termo de referência seja muito exigente.

Ainda assim, reconheço que o E-goi tem evoluído imenso, ao ponto de lançar novas funcionalidades e melhoramentos com muita frequência, o que agrada muito à sua comunidade de utilizadores.

Teste Gratuito

Além de que, tem uma grande vantagem para quem não conhece o E-goi, e que é, permitir testar o software gratuitamente e sem qualquer compromisso.

Desconto

Se preferir adquirir um plano no E-goi pode sempre aproveitar de um desconto se fizer a inscrição através destes links: desconto de 30€ para Portugal ou desconto de R$80 para o Brasil. Ou se preferir pode usufruir do desconto clicando na imagem correspondente.

Desconto para Portugal Desconto para o Brasil

Details