NOVO WordPress 3.0 – Guia Completo do WordPress 3.0

O WordPress 3.0 foi finalmente lançado, após a sua data de lançamento ter sofrido alguns ajustes fruto da necessidade de correcção de alguns bugs que aparentemente ainda estavam pendentes de resolução.

O WordPress tem servido o propósito de muitos milhares de utilizadores em todo o mundo fruto da facilidade de instalação, personalização e utilização.

Seja como for, já está aí a nova versão disponível para download no site do WordPress.

As mudanças ainda são bastantes, e aparentemente, muito úteis! Veja aqui o que mudou e como o wordpress se apresenta nesta nova versão.

wordpressv30

Criação do Admin na Instalação

A nova versão do WordPress disponibiliza agora a opção de se criar um nome de utilizador para o administrador diferente de “admin”, como era hábito até aqui. Este factor, vem melhorar a segurança da instalação, pois além da password, agora tambném o username é uma variável.

Novo Template Default

O template default do WordPress mudou (e ainda bem!). Aquele template azul e branco, não era apenas “old news”, mas também já cansava um pouco a vista cada vez que se fazia uma instalação. O Novo template chama-se Twenty Ten (2010) e vem por default já com algumas funcionalidades interessantes, como são a costumização da imagem do header (cabeçalho) do blog/site, alteração do background (imagem de fundo do blog/site) e suporta menus drop-down.

Menus Personalizados

Esta para mim é uma excelente inovação, uma vez que até hoje, tive que recorrer a plugins para personalizar os menus dos meus sites que usam o WordPress. Agora deixou de ser problema, uma vez que através do painel de adminsitração do WordPress é agora possível alterar e personalizar o menú, indicando quais são as páginas/links que nele devem constar, e simultaneamente ocultar outras páginas que podem ser incluídas na barra lateral ou no footer do site/blog.

Templates Personalizados por Autor

No WordPress 3.0, todos os autores têm uma identificação (ID), à semelhança dos posts e das categorias, e esta identificação permite agora também a criação de templates/layouts de páginas personalizadas consoante o autor. Isto ermitirá que, em blogs com mais que um autor, cada autor poderá ter o seu layout de página personalizado e diferente dos restantes..

Funcionalidade Multi-Sites

A funcionalidade multi-sites veio trazer outra grande novidade para os utilizadores, pois veio permitir a criação de vários sites em WordPress, com base em apenas uma única instalação do programa.

Esta funcionalidade não vem activa por defeito. Para activá-la, é necessário adicionar a seguinte linha de código ao ficheiro wp-config.php:

define('WP_ALLOW_MULTISITE', true);

Após adicionar esta linha ao ficheiro, aparecerá uma nova Tab no painel de Adminsitração do WordPress, na opção “Ferramentas”.

Tipos de Conteúdos Customizados

Algo que já vinha a ser uma funcionalidade bastante desejada pela comunidade era a possibilidade de criação de tipos de conteúdos customizados e diferentes de posts e páginas. Esta nova funcionalidade irá permitir uma ainda maior flexibilidade do WordPress na criação de sites

Algumas Considerações

Esta nova versão veio demonstrar que o empenho que tem caracterizado o desenvolvimento desta aplicação mantém-se, se é que não aumentou. Isto são óptimas notícias para todos aqueles que utilizam esta plataforma para a criação e desenvolvimento de sites e blogues. E também para todos aqueles que a começarão a usar no futuro.

Um dos aspectos a considerar quando se opta por um determinado CMS (Content Management System – Sistema de Gestão de Conteúdos), é a confiança no seu desenvolvimento e apoio, bem como a sua credibilidade, e sem dúvida que esta nova versão do WordPress, veio tornar esta aplicação mais credível e actual.

Embora já fossem conhecidas as novas funcionalidades antes do seu lançamento, é sempre conveniente aguardar pela versão final, agora publicada para ver efectivamente como ficou. E na minha opinião, ficou muito bem mesmo!

Gostou destas novidades? Acha que irão ser benéficas para os seus projectos?

Partilhe a sua opinião comigo e com os outros leitores, deixando o seu comentário!

GOSTOU DESTE CONTEÚDO?
ASSINE GRATUITAMENTE E RECEBA TODOS DICAS NO SEU EMAIL!

A sua privacidade é garantida a 100%!
  • Eu atualizei para este tal 3.0 lançado, foi ontem mas quando fui entrar na área administrativa novamente após atualizar apresenta um erro constante (“Sem permissões suficientes para acessar esta página.”) que não mim deixa mais entrar no meu próprio painel. dizendo que não tenho permissão para entrar…
    será mesmo que é uma boa atualizar agora para esta nova atualização lançada tão recentemente?
    pois ainda estou tentando resolver o problema…

  • Olá Samuel,
    Isso não é um problema desta versão, mas sim um erro algo comum de acontecer nos upgrades do wordpress.
    Veja estes links:
    http://wordpress.org/support/topic/284337

    http://esdev.net/wordpress-error-you-do-not-have-sufficient-permissions-to-access-this-page/

    Espero que ajude a resolver o problema.
    Abraço,
    JR

  • Boas João,

    ainda não fiz o upgrade mas vou fazer depois partilho aqui a minha experiencia.
    A sua descrição do update, está muito boa.

    Cumprimentos

  • Obrigado Soares!
    Numa primeira abordagem foi-me aconselhado aguardar um pouco mais antes de fazer o upgrade, pois parece que poderá haver algumas incompatibilidade com alguns plugins.
    Não conheço de facto a situação para poder falar, mas é capaz de ser uma boa opção não fazer o upgrade num ambiente live antes de confirmar que tudo funciona correctamente.
    Abraço,
    JR

  • Parece muito bom. Recomendam WordPress ou Joomla?

  • Olá Nuno,
    Pessoalmente eu diria que depende muito do projecto em mãos, mas tanto quanto conheço de ambos, qualquer um deles serve para qualquer tipo de projecto.
    Por isso pode-se resumir a um ser mais prático para uns fins que outro. Por exemplo, para uma loja online o Joomla com o Virtuemart é uma solução mais completa que o WP com plugins de shopping cart.
    Para um site ou blog mais simples, eu diria que o WP é mais fácil de utilizar.

  • Pingback: O WordPress 3.0 Foi Oficialmente Lançado | CentroPT()

  • A solução para meu problema foi a desatualização ou seja retornei para a versão 2.9 que no mesmo instante voltou a funcionar.
    vou esperar um pouco mais para poder atualizar para a versão 3.0….

    e Nuno eu prefiro com certeza o wordpress…

  • É uma boa decisão Samuel.
    Eventualmente quando lancarem a versão 3.1 já deverão ter corrigido os bugs reportados nos upgrades.

  • jp

    Pois é amigos , fiz o update para a versão 3.0 e foi um verdadeiro desastre… O pesadelo começou com incompatibilidade com plugins o All in One SEO , email users e outros … Tudo foi pro espaço , 2 dias fora do ar para poder descobrir que no meu backup SQL feito pelo wp-backup havia uma linha duplicada , as mensagens de erro SQL não são tão evidentes assim…Mas a parte boa é que agora sei fazer um restauro do meu site e vi que esse plugin de backup funciona …
    Como podemos voltar atrás uma vez feito update e como saber se tudo é compatível ? Essa é a pergunta que não quer calar !!

    Abraços

  • Há sempre alguma coisa que aprendemos mesmo com as experiências que não dão certo.
    Mas tanto quanto sei, não há forma de sabermos se os plugins são compatíveis até testarmos mesmo.
    Se alguém souber…
    Existe o indicador no site do wordpress.org, mas não é 100% fiável, pois pode haver incompatibilidades com outros plugins também.
    Abraço,
    JR

  • Pingback: Wordpress 3.0 - guia completo | Ganhar Dinheiro com Blog()

  • A melhor forma é mesmo testar numa instalação à parte nos casos em que hajam muitos plugins.
    .-= O meu último artigo : Viaje por apenas €9 em Setembro e Outubro com a Ryanair =-.

  • Junior Braun

    Olá João, muito bom seus artigos. Estou iniciando um blog, o que você recomendaria, uma plataforma paga ou free?

    Abraço
    Junior Braun.

  • Obrigado Junior,

    Eu recomendo sempre um domínio pago, pois o controlo e autonomia que se tem sobre um blog alojado num domínio e alojamento pago é muito superior e isso reflecte-se no desempenho.

    Abraço,
    JR