Os Melhores Tipos de Links Para o Seu Site ou Blog

Quando estamos a falar de criar links para o nosso site ou blog, devemos ter atenção que existem diversos tipos de links e cada um deles tem a sua importância, relevância e objectivo.

O que quero dizer com isto, é que, além da função primordial da criação de links ser gerar tráfego ou visitas para o nosso site ou blog, os vários tipos de links têm uma importância e relevância diferente aos olhos do Google. E isso tem interferência directa no Google PageRank, bem como no posicionamento do seu site nos resultados das pesquisas do Google.

À primeira vista podemos pensar que todos os links para o nosso site são bons, e quantos mais melhor. Mas será bem assim?

linklocations

Como já referi num artigo aqui no blog, onde falo de algumas dicas para a criação de Backlinks, e neste artigo onde falo sobre a importância da qualidade dos links para a optimização do seu site, nem todos os tipos de links são iguais, assim como, não têm todos o mesmo peso e importância para o Google.

Backlinks – são links que criamos em outros sites ou blogues e que apontam para o nosso site.

Um dos aspectos mais importantes dos links é a sua qualidade, isto é, se estamos a “linkar” a partir de sites com qualidade ou não.

Tendo a qualidade em mente, obtermos backlinks de uma troca de links,  em que temos um link para o nosso site colocado na barra lateral ou no footer de outro site ou blog, não tem a mesma importância, do que termos um link contextual ou em texto corrido.

Um link na barra lateral de um site ou blog, pode ter sido um link comprado, como acontece em muitos blogs, e o Google sabe isso, também por isso, não lhe atribui a mesma importância de um link contextual.

Um link contextual, não é mais que um link colocado no corpo de um artigo de um blog por exemplo. Ou seja, este link está contextualizado com o restante texto, e aqui o link é visto como uma recomendação legítima do autor e não como um link pago para ser ali colocado, obtendo assim, mais valor em termos de PageRank e SEO (optimização).

Nestes curtos vídeos do Matt Cuts do Google, que aconselho vivamente a ver, podemos ver que ele diz exactamente isso:

Até porque, é importante também termos consciência, que o Google alterou a forma de considerar os links e de lhes atribuir a sua importância.

Se antigamente, o Google dava a mesma importância a um link onde quer que ele estivesse posicionado numa página, agora já não é assim.

Esta nova visão e forma de analisar os links de um site têm também impacto directo nos links da barra lateral dos blogues e sites, uma vez que os links que aí são colocados por considerarmos o destino relevante para os visitantes do nosso próprio site ou blog, aos olhos do Google, poderão estar no mesmo “saco” dos links pagos.

Isto não quer dizer, na minha opinião, que não valha a pena ter backlinks para o nosso site ou blog, na barra lateral ou footer de outros sites ou blogues, pois existe sempre o factor de aumentar as visitas para o nosso site, e isso continua a ser importante, certo?

PS: Se estiver a ler este artigo através da newssletter do blog, não vai ser possível ver os vídeos sem visitar a página do artigo. Não deixe de ver os vídeos, pois além de muito curtos (menos de 1 minuto e meio cada um), são muito elucidativos.

GOSTOU DESTE CONTEÚDO?
ASSINE GRATUITAMENTE E RECEBA TODOS DICAS NO SEU EMAIL!

A sua privacidade é garantida a 100%!
  • Realmente é um novo modo de entender backlinks.
    A side bar sempre me pareceu um bom lugar para estar em blogs parceiros, mas sempre tive a impressão que links contextuais eram melhores.
    Muito boa essa dica e agora é correr atras de contextualização em posts em outros blogs

  • Olá João!
    Sempre achei que links no texto eram melhores porque eram contextualizados, agora vi que não é só por isso. Vi uma discussão em outro blog a respeito de links no footer, para artigos dentro do próprio blog, seja os mais populares ou algum outro de suma importância, mas disseram que o Google não gostava muito disso, pois poderia achar que era spam, já que estariam em todas as páginas do blog. Mas aí eu me pergunto: não deveria acontecer o mesmo com links da sidebar?!
    Um abraço!

  • Muito interessante este artigo, sempre achei que banners e links na sidebar eram melhores vistos mas esquecia deste detalhe do Google considerar como link pago.

    Gostei e sempre aprendendo coisas novas.

    Um grande abraço

  • Bruno

    Acabou por não fazer as “conclusões” do post, sinceramente não fiquei bem a perceber onde os links são mais importantes, se são na sidebar ou no footer se fizesse uma conclusão geral mas concreta acho que ficava mais fácil para todos percebermos.

  • @ Marcos,
    Os links dos parceiros podem-se manter na sidebar, mas em termos de relevância para o Google, se conseguir um link contextual este terá mais valor. O que não quer dizer que deixe de procurar outros tipos de links, até pelo factor das visitas :)

    @ Sandra,
    Olá Sandra, não tenho conhecimento de qualquer informação no sentido de considerar os links internos como spam nesse contexto.
    A não ser que hajam 3 ou 4 links iguais, caso contrário, não vejo qualquer problema.

    @ Wesley
    Obrigado Wesley.
    Não se esqueça que, como já disse em cima, o facto do Google atribuir importâncias diferentes a estes tipos de links (Sidebar), não quer dizer que não se possam ter, ou que não seja boa ideia, mas têm é uma importância diferente para o Google.

    @ Bruno,
    Se houve pelo menos uma pessoa que não achou que fui claro, então é porque não fui suficientemente claro.
    Se vir bem, as conclusões estão no artigo Bruno, mas recapitulando:

    – os links não têm todos os mesmo valor para o Google
    – se forem contextuais têm mais valor
    – dependendo do que for importante para si (SEO ou Tráfego), pode ser suficiente ter backlinks na sidebar ou no footer de outro sites ou blogues. No caso de SEO, têm mais valor os links contextuais, como digo no artigo.

    Em referi todos estes factores, mas agora cabe a cada um, analisar cada situação em concreto e consoante os seus objectivos, SEO, Tráfego, ou ambos, optar por trabalhar em obter os tipos de links mais convenientes e eficazes, sabendo de antemão as diferentes considerações que o Google faz sobre eles.

    Não existe uma conclusão tipo: são melhores estes ou aqueles, pois depende de outros factores, como a qualidade e reputação dos sites ou blogues e o que você pretende com a criação desses links (Link Juice ou Tráfego). O que existe como conclusão, é que, uns são melhores para uma finalidade e outros são melhores para a outra.

    Se tiver alguma questão, não hesite.

    Abraço,
    JR

  • Olá João,

    Parece-me que há lógica em considerar os links no texto, mais importantes. A minha dúvida é saber de que modo o Google vai proceder em relação aos links da barra lateral e do footer: irá apenas ignorá-los ou vai punir os dois sites? Ou punir só aquele que ele considere que está sendo promovido?

    Se apenas os ignorar, será de mantê-los, tendo em vista que trazem visitantes. Mas se entender que se trata de tentativa de manipulação dos resultados, então não é de arriscar.

    Mais um tema interessante para esclarecer as minhas interrogações.

    Um abraço.

  • Olá José,

    Não me parece que o Google penalize por ter os links na sidebar ou footer, desde que sejam links para sites com boa reputação.
    Agora se forem links para sites com reputação menos boa, ou sites de SPAM, aí acredito que sim.
    Escolher o sites para e de onde se “linka” com base nesse critério, é importante.

    Abraço,
    JR

  • O segundo vídeo aborda um aspecto que eu não gosto em alguns dos temas gratuitos os links no footer. No meu caso no footer links só mesmo para o worpress, para a politica de privacidade e para o autor do tema as vezes dependendo da maneira como podemos utilizar o mesmo.
    Mas alguns dos temas gratuitos vêm com vários links codificados para sites de apostas e de casinos o que eu não gosto nada. Além de nos poder prejudicar porque em sites que usamos adsense não podemos linkar para esse tipo de sites existe também o problema de o assunto do site não ter nada a ver.
    Quando encontro um tema desses prefiro usar outro.
    Quanto ao links na sidebar tudo depende do objectivo de quem compra. Se for para comprar page rank mais vale esquecer hoje em dia. Se for para comprar visitas em sites do mesmo tema acho bem.

  • Olá Nelson,

    Assino em baixo, tanto no que respeita aos temas de WP, como no que respeita aos links.

    Abraço,
    JR

  • Olá Nelson!
    Eu sempre utilizei temas grátis e nunca tive links ilegais no footer, acho que depende de onde você baixa eles.
    E depois, de qualquer maneira, pode tirar os links do rodapé…
    Um abraço!

  • Sandra os links não são ilegais. Um designer faz um tema e pretende distribui-lo de forma gratuita e então para ganhar dinheiro vende links no footer.
    Sim mesmo o footer vindo codificado é possível retirar os links mas normalmente opto por utilizar outro tema.

  • OI Nelson!
    É que você disse: “Mas alguns dos temas gratuitos vêm com vários links codificados para sites de apostas e de casinos”, esses deviam ser ilegais.
    E como assim, designer para ganhar dinheiro coloca links no footer?

  • Sandra imagina que crias um tema e que o pretendes distribuir de forma gratuita mas queres ganhar algum dinheiro com isso.
    Vais a fóruns do assunto e dizer que queres vender 3 links por exemplo a X dólares. Depois conforme a qualidade do tema maior o preço. Depois o footer é codificado para evitar que retirem os links.
    Assim o designer ganha dinheiro com o tema e quem comprou os links ganha um link sempre que alguém usar o tema.
    Podes ver exemplos disso aqui:
    hmmp://forums.digitalpoint.com/forumdisplay.php?f=128
    (link alterado)

  • Ah, mas isso é sacanagem! Pelo menos ao meu ver.
    Por um lado porque quem vai usar o template vai ficar linkando para seres que nunca viu nem ouviu falar e por outro, como você mesmo disse, descodificar o código em php é super fácil, e é só tirar o link, então quem vendeu o link enganou quem comprou. E quem baixou o template enganou quem criou…
    Sei lá, não acho que seja legal fazer isso, não vender links, os links para quem criou eu acho certo, mas vender, não…
    Um abraço!

  • Olá Sérgio,

    Como evitar essa malandrice? E se descobrirmos, não há maneira de anulá-lo?

    Que ganha um sujeito que faz isso, se ele é profissional, perde clientes, não é assim?

    Abraço.

  • Bruno

    Geralmente muitos descodificam e metem Theme by “Nome deles” isso supostamente é ilegal, existem muitos temas premium que estão pela net gratuitamente, já á pirataria de temas e tudo, so para ver como estamos evoluídos 😀

  • Olá Bruno,

    Estou vendo que há muita coisa para aprender. Essa pirataria passa incólome, por falta de fiscalização, como quase tudo neste país.

    Obrigado pela informação.

    Abraço.

  • Bruno

    Neste pais? A pirataria de temas não esta em blogues portugueses mas sim nos blogues internacionais 😀

  • Sandra descodificar um tema é fácil para quem sabe.
    Não me parece ilegalidade. Só usa o tema quem quer e quem quiser usar tem de cumprir as licenças do tema.

  • Bruno

    Exacto mas eu tenho reparado muito nisso, vê-se que são temas chapados com alterações mínimas e no fotter feito por “x” ate da a entender que são grandes webdesigners.

    Eu próprio tenho templates que suponho que sejam piratas mas também nunca os usei mas pode ser em breve 😀

  • Bruno isso pode ser perigoso. Deves sempre que possível fazer download dos temas de fontes seguras senão o tema ainda têm algum código malicioso que pode por em perigo o teu site.

  • @ José,

    A pirataria (infelizmente) não tem país.

    @ Bruno,

    Concordo com o Nelson.
    Se a fonte não for de confiança, pode ser um risco.

    Abraço,
    JR

  • E mesmo assim o que é de confiança hoje pode não ser amanhã.
    Porque as circunstâncias mudam.

    Na construção civil conheci bons construtores que se tornaram péssimos, porque as circunstâncias eram outras.

  • Concordo com vocês!
    Mesmo sendo templates gratuitos a fonte deve ser segura. E outra, não é tão difícil assim encontrar bons templates free para wordpress, existem milhares!
    Um abraço!

  • Exacto Sandra. Se fizerem download dos temas do site do wordpress é uma fonte segura.

  • Olá,

    Vou experimentar o WordPress, mas tudo ou quase tudo deve ser diferente. Vou, se calhar, ter de voltar à estaca zero em termos de aprendizagem. Pelo menos é o que julgo.

    Abraço.

  • José,

    Fora de brincadeiras, o WordPress é tão fácil de usar que até uma criança consegue fazer o básico.
    Naturalmente que situações mais avançadas requerem um pouco mais de conhecimento, mas ainda assim, não é nada de especial.

    Abraço,
    JR

  • José mas com o wordpress adaptas-te depressa.
    O sistema é fácil de usar.

  • Bruno

    O WordPress é fácil de usar, rapidamente se adequa á plataforma, é claro que para colocar templates complexos requer outros conhecimentos, o que se calhar lhe vai custar mais é o uso de ftp,etc…

  • José!
    Sou formada em informática, sempre mexi com esse tipo de coisa e vou te falar, tentei uma vez mexer com o blogger, achei tão complicado! Se você sabe mexer com ele, vai achar o WordPress muito mais fácil!
    Claro que tem coisas mais complicadas, mas o blogger tb tem! E o que precisar estamos aí para ajudar, no meu blog tem bastante assuntos sobre ele. Mas tenho certeza que não vai se arrepender!
    Um abraço!

  • Olá Sandra,

    Se eu tiver alguma dúvida já sei quem me pode socorrer! :) Das informações que li pareceu-me concluir que templates do WordPress gratuitos, não são de confiança ?

    Abraço

  • Ajudarei, com certeza!
    Não, não quer dizer que todos não são de confiança, eu até agora só usei templates grátis e nunca tive problemas.
    Mas o problema é de onde você baixa eles, tem alguns sites, conforme o pessoal falou aqui, que fazem coisas que não deviam, mas o próprio wordpress tem um diretório de temas grátis para você escolher, com centenas deles e não tem problema algum.
    Um abraço!

  • José sim são de confiança desde que retires de sítios de confiança.
    Por exemplo daqui http://wordpress.org/extend/themes/ estás completamente à vontade.

  • José,
    Você já tem aqui uma equipa para o ajudar com o WordPress em caso de necessidade :)

    Abraço,
    JR

  • Olá João,

    Agradeço muito. Primeiro vou ler tudo sobre o wordpress e nessa altura vão surgir as dúvidas. E nessa altura vou estar em condições de absorver melhor as explicações que me forem dadas.

    Um abraço

  • Bruno

    José acho que tenho a dica indicada para si, para trabalhar no wordpress supostamente é preciso ter domínio,alojamento com base de dados,php etc…mas sabia que pode instalar e trabalha-lo em seu computador?

  • Exacto.
    Usando por exemplo o XAMPP -> http://www.apachefriends.org/en/xampp.html

    ou o easyphp -> http://www.easyphp.org/

  • José!
    Se quiseres instalar no seu computador é muito simples, fiz alguns posts sobre isso no meu blog explicando passo-a-passo.
    Se tiver dúvida pode perguntar, vai ser bom para você testar antes.
    Um abraço!

  • Realmente os melhores links estã no conteúdo e quando esses links são textos, não imagens.

    Parabéns pelo post.

    Abraços.

  • Obrigado Victor!

    Sem dúvida, quando falei de links contextuais, estou a referir-me a links no “contexto do texto” (inline ou intext links).

    Abraço,
    JR