Como Transformar Ideias em Dinheiro

Transformar ideias em dinheiro, é provavelmente, um dos processos mais delicados, e, simultaneamente, mais lucrativos, que pode utilizar para ganhar dinheiro na Internet.

O pensar “out of the box” ou o “brainstorming”, são termos frequentemente utilizados, para nos referirmos a momentos de criatividade.

Mesmo que estes termos sejam novidade para si, o objectivo principal associado a eles, é a descoberta de novos métodos, produtos, modelos de negócio, formas de implementar técnicas e estratégias, etc.

Aconselho-o(a) vivamente a ler e considerar alguns pontos importantes que vou agora referir, e que o(a) podem ajudar a guiar a sua jornada para o sucesso online. Isto porque, seja qual for o modelo de negócio que você tenha em prática ou pretenda implementar, marketing de afiliados, produtos próprios, blogging, etc, o objectivo é comum a todos: o Sucesso!

ideiasdinheiro

—————————
O Poder das Ideias
—————————

É importante que perceba o poder das ideias.

Normalmente estamos tão concentrados em seguir um método, que nos distanciamos do “pensar”, e fazemos as coisas de forma quase automatizada, sem despender um momento para pensar “E se fosse antes assim?”, ou “E se eu fizesse isto em vez daquilo?” .

As ideias são muito poderosas, e não devem ser substimadas.

Não importa se lhe parecem muito descabidas ao início. Elas podem muito bem ter “pernas para andar”, e quem sabe até se tornarem um sucesso!

O Einstein disse em tempos: “Se, no início, uma ideia não é absurda, então não há esperança para ela.”

Então, deixe-me perguntar-lhe: O que é que você faz com as suas ideias?

O que eu faço é o seguinte:

1 – Escrevo-as no papel

Isto porque já cheguei à conclusão, que perco muito se não tomar nota das coisas. Não porque esteja a ficar gágá :), mas porque ao ritmo que vivo e com a quantidade de situações permanentemente a requererem o meu tempo e a minha atenção, é complicado ter sempre todas as ideias presentes na cabeça, e normalmente acabo por perder algo.

2 – Analiso as possibilidades de um plano de acção para implementar estas ideias e sua viabilidade, implicações, etc.

Em vez que querer implementar tudo de uma vez só, passo a detalhar a ideia principal em passos mais pequenos. Será certamente mais fácil, implementar pequenos passos de forma sucessiva, do que concretizar uma ideia grande de uma vez só.

3 – Tomo notas desses passos/ideias também

Para mais tarde, poder organizar melhor as ideias e colocá-las em “bullet points” ou tópicos.
Assim será mais fácil ordenar, organizar e estruturar prioridades, e pensar no método de implementação passo-a-passo.

4 – Implemento as ideias finais

Esta fase é determinante para tirar as ideias do papel, onde infelizmente muitas se ficam…

Por mais ideias que tenha e por mais brilhantes que sejam, se não sairem do papel, nunca passarão disso mesmo, de ideias. E isso, nunca lhe ira trazer nenhum benefício.

Este será possivelmente, o passo onde mais pessoas sentem dificuldades. Por um lado, é normal…

É um passo que requer:

  • dedicação e empenho
  • atitude e confiança
  • vontade de concretizar
  • algum tempo ou dinheiro

Como já disse, é um passo determinante para dar vida às ideias, e concretizá-las. Por isso, quanto melhor organizar as suas ideias e quanto melhor as estudar e planear, mais fácil será depois concretizar as várias fases até à conclusão final.

Este aspecto é muito importante, de forma a não se sentir “perdido” no meio de tantos pontos ou informação, e de forma a nunca perder a orientação para atingir os vários objectivos intermédios e o objectivo final.

Não se esqueça, os elefantes também nascem pequeninos!
Assim podem ser as suas ideias.

– Se seguir estes passos, vai atingir o sucesso?

Não necessariamente.

Seguir estes passos e ter as ideias bem estruturadas e organizadas, não quer dizer automaticamente que serão um sucesso.

Algumas naturalmente não serão tão bem sucedidas com o outras. É perfeitamente normal. No entanto, o mais importante é não desistir e acreditar sempre que é possível fazer melhor.

Nem todos os meus projectos foram/são um sucesso… Alguns resultaram muito melhor que outros, independentemente da confiaça que tinha em todos eles.

Obviamente, existem aspectos que nós não conseguimos controlar directamente, e aí, temos novamente de ser inteligentes e remodelar/reestruturar as ideias já implementadas de forma a melhorarmos o seu resultado, ou então, aprender com o exemplo, e melhorar os aspectos que funcionaram menos bem, para que funcionem melhor no projecto seguinte.

– As ideias têm de ser perfeitas?

Não. Nem de longe.
O que é realmente preciso é que tenha tudo claro no papel, para poder implementar o projecto com “pés e cabeça”.
Não precisa (nem deve) trabalhar para o projecto perfeição. Isso é uma utopia, pois ele não existe.

O que existe são projectos que nascem de ideias e são postos em prática com um objectivo claro. E é com esse objectivo em mente que eles devem ser trabalhados.

As ideias ou os projectos não têm de ser perfeitos, até porque, mesmo que os reveja mil vezes, eles continuarão a não ser perfeitos.
Portanto, esqueça a perfeição e concentre-se em concretizar e implementar as suas ideias.
Depois, à medida que vai andando, pode ir revendo e melhorando os aspectos que considerar que necessitam melhorias ou alterações.
Caso contrário, e se ficar preso à ideia de criar o projecto perfeito, ele nunca sairá do papel e nunca verá a luz do dia.

Como diz a Nike: Just do it!

– Nunca abandone as suas ideias por mais ridículas que lhe possam parecer

Por último, não abandone as suas ideias, só porque à partida lhe soam um disparate, ou porque não faz a mínima ideia de como implementá-la, ou porque outros dizem que não prestam.

Não quero dizer com isto que todas as ideias são boas, mas todas elas merecem alguma reflexão e em vários momentos, pois aquilo que não está a ver hoje, poderá ter visibilidade amanhã.

Espero ter ajudado a alargar-lhe os horizontes e a dar-lhe “food for thought” como dizem os americanos, o que significa, alimento ou combustível para pensar.

Acima de tudo, valorize as suas ideias, anote-as, organize-as, analise-as, e as que concluir que têm viabilidade, implemente-as.

As outras, guarde-as para mais tarde, pois a viabilidade ou não é um aspecto temporal e poderá mudar com o tempo.

->E você, o que faz com as suas ideias?

Comments (31)
  1. Rodrigo Brandão 21 October, 2009
  2. Joao Rodrigues 21 October, 2009
  3. Sandra-Info-Macross 7 December, 2009
  4. Joao Rodrigues 7 December, 2009
  5. Sandra-Info-Macross 7 December, 2009
  6. Joao Rodrigues 8 December, 2009
  7. Marcos Rocha 13 December, 2009
  8. Joao Rodrigues 14 December, 2009
  9. José 15 December, 2009
  10. Sandra-Info-Macross 15 December, 2009
  11. Nelson 16 December, 2009
  12. Sandra-Info-Macross 16 December, 2009
  13. Nelson 16 December, 2009
  14. Joao Rodrigues 16 December, 2009
  15. José 16 December, 2009
  16. José 16 December, 2009
  17. Bruno 16 December, 2009
  18. Joao Rodrigues 17 December, 2009
  19. Sandra-Info-Macross 17 December, 2009
  20. José 18 December, 2009
  21. Joao Rodrigues 18 December, 2009
  22. Bruno 18 December, 2009
  23. Sandra-Info-Macross 18 December, 2009
  24. Bruno 18 December, 2009
  25. Joao Rodrigues 18 December, 2009
  26. Nelson 18 December, 2009
  27. Sandra-Info-Macross 18 December, 2009
  28. endim mawess 6 May, 2010
  29. Joao Rodrigues 7 May, 2010
  30. simone 29 November, 2010
  31. Joao Rodrigues 29 November, 2010