Como Aumentar as Visitas ao Meu Blog ou Site > 8 de 9 > Troca de Links

Nesta série sobre como aumentar as visitas ao seu site ou blog, abordo agora um método, talvez o mais comum, muito embora haja alguma discussão sobre a sua eficiência – A Troca de Links.

Verdade seja dita, que em termos de SEO ou optimização para os motores de busca, a troca de links muito raramente traz alguma vantagem uma vez que os links utilizados são normalmente links com o atributo nofollow.

Como já expliquei anteriormente a diferença entre links follow e links nofollow, não vale a pena estar a repetir a mesma informação novamente. Se tiver dúvidas, leia o artigo a que faço referência no parágrafo anterior.

Existem imensas formas de abordar bloggers ou webmasters, mas no cerne de todas deve estar o respeito pelas pessoas e a capacidade de lhes mostrar que é uma decisão inteligente trocar um link consigo.

trocadelinks

Em lugar de mandar um email a perguntar se alguém quer trocar um link consigo, deve colocar-se no lado da outra pessoa, e tentar perceber o que ela vai pensar quando você lhe propuser essa troca.

Um dos pensamentos que ela vai certamente ter é, O que é que eu tenho a ganhar com isso?
Por isso, cabe-lhe a si, antecipar-se a essa questão e responder-lhe de antemão.

No seu email, antes de realizar o pedido de troca de links, deve primeiro fazer o seguinte:

1 – Identificar-se a si e ao seu blog/site, acrescentando uma breve mas objectiva descrição

2 – Fazer referência ao blog/site com o qual você deseja trocar o seu link, apontando os seus pontos positivos, sem se tornar um texto excessivamente bajulador

3 – Apontar as vantagens para o Webmaster/blogger que ele irá ter por trocar o link com o seu site/blog

4 – Referir que pode ser um bom complemento de informação/recurso aos leitores de ambos os sites/blogs

5 – Agradecer o tempo e atenção que lhe foi dispensada e disponibilizar-se para outros tipos de acções/parcerias que o outro Webmaster/blogger deseje sugerir.

É importante que seja feita uma abordagem tão correcta quanto possível, de forma a merecer a devida atenção. Não escreva um email com 3 linhas a sugerir uma troca de links, senão arrisca-se a levar uma resposta em uma palavra, ou a nem sequer receber resposta ao seu email.

Seja correcto e cordial, e cumpra os seus compromissos com os outros.
Se as outras pessoas virem que você é uma pessoa de palavra, irão mostrar maior abertura para alargar a parceria no mesmo site ou em outros sites, o que se revelará um benefício para si.

Outra forma de se aproximar de outros webmasters/blogger, é travando conhecimento (e até amizades) com eles, comentando nos seus blogs, etc. Naturalmente esta última técnica aplica-se mais a blogs, pois normalmente, estes permitem maior interacção entre os donos e os seus leitores.

Seja qual for a técnica que você utilizar, deve ter sempre presente os princípios acima mencionados, pois no seu caso, vocâ também lidaria com uma boa e correcta abordagem de forma distinta de uma abordagem sem nexo e feita “à pressão”.

Você tem tido sucesso com a troca de links?
Partilhe com os outros leitores a sua experiência!

GOSTOU DESTE CONTEÚDO?
ASSINE GRATUITAMENTE E RECEBA TODOS DICAS NO SEU EMAIL!

A sua privacidade é garantida a 100%!
  • Eu prefiro a segunda técnica, não gosto de mandar e-mails, e mesmo assim como meu blog não é muito grande e não tem tanto tráfego, acho que ninguém iria trocar links. Mas aceitei todas as propostas que recebi e estão todos em meu blogroll.
    Mesmo porque blogs grandes, de blogueiros de renome não aceitam nem fazem isso. A não ser com outros blogs grandes. Então sou da opinião que devo fazer isso apenas com blogs pequenos igual ao meu, quando formos grandes já estarão lá os links…

  • Concordo consigo Sandra.
    Aliás, é até uma forma mais natural de as coisas acontecerem.
    Eu não sou grande defensor desta técnica, mas também ajuda e em blogs pequenos é uma boa solução para alavancar o volume de visitas.

  • As trocas directas de links são algo penalizadas pelo google quando usadas em excesso. Se fizermos isso com moderação e com poucos sites não haverá problema agora se o fizermos com dezenas de sites ai sim podemos ser penalizados.
    A forma mais segura é fazer uma troca de links indirecta ou seja o site A linka ao site B, o site B linka ao C e o site C linka ao A.
    Este método é difícil de implementar para quem ter apenas um site e nesses casos a troca directa é a única solução.

  • Sim, para quem tenha muitos sites, a triangulação de links é uma boa solução. Melhor ainda se forem dentro do mesmo nicho, pois aí ganha mais relevância.

  • Já fiz isso!
    Não sabia que tinha nome! Triangulação de links!!! 😛
    Nem sabia se podia! Parece que vale então!
    Já vi blogs com blogroll quilométrico, nem faz sentido, quem vai ficar eli lendo os links? Acho errado, e mesmo porque, como o Nelson disse, pode ser penalizado (aliás, devia).
    Mesmo porque quanto mais links tem em uma página, menor o valor de cada um para o Google, não é? Então cada um é insignificante no meio de um mar de links!
    Um abraço!

  • Exacto Sandra. Eu no meu blog foi um dos erros que cometi de criar muitas trocas de links e ficar com um blogroll muito grande. Agora tenho andado a mudar isso e vou visitando os links e se algum deles não funcionar em várias visitas ou se não tiver sido actualizado à meses retiro-o.
    Assim vou limpando.

  • Nesse aspecto do blogroll, o Google não me penaliza. Tenho só 4 ou 5 links. Não é por ter pensado em alguma estratégia, mas prefiro assinar os feeds RSS para acompanhar os meus predilectos. Bem sei que não é a mesma coisa, mas também conta, não é? :)

  • José tudo conta. Os pequenos pormenores às vezes permitem subir alguns lugares no rankings.

  • Muitos links no blogroll não é bom nem para o Google nem para a estética do blog, fica feio.
    Mas nunca tinha pensado em usar o blogroll para acompanhar os outros blogs, a intenção era que meus leitores também conheçam os outros blogs. Mas cada um com seu jeito.
    Um abraço!

  • Bruno

    Não percebi a sua pergunta José, assinar o rss feed dos outros ajuda em que? não percebi a sua pergunta mas aparentemente o Nelson percebeu portanto sou eu que não percebo só 😀

  • Bruno,

    Para mim conta, porque leio o feed e vou quase sempre ao respectivo blog. Dentro do blog, podem acontecer mais leituras ,comentários,e até links e cliques.

    Quando o Bruno tiver um blog, se você for amável com quem comenta, eu estou convencido que também pode ser bom para ele. :)

    Por exemplo: tenho visto blogs que indicam o ultimo post do comentador.

    Abraço

  • José e mesmo sem o link para o último texto tens sempre o link para o teu blog.
    Tens sempre benefícios em comentar.

  • Bruno

    Eu também sou adepto da sua filosofia, eu não comento blogues em que não obtenho respostas portanto não faço comentários para o “boneco”, eu enquanto visitante de um site sei o comportamento que o webmaster deve ter para comigo e farei o mesmo com certeza.

  • Um comentário é como falar com uma pessoa. Se virmos alguém na rua que sabemos que não nos vai responder não vamos falar com ela.

  • Vocês tem toda razão, se ela não te responde não tem porque socializar com ela, o mesmo acontece se tenta falar com ela e ela te xinga, sem razão! 😛

  • “Um comentário é como falar com uma pessoa. Se virmos alguém na rua que sabemos que não nos vai responder não vamos falar com ela.”

    Concordo em absoluto.
    Até porque normalmente não ter resposta só acontece em blogues grandes.
    Pelo menos pela minha experiência.

  • É sim, a maioria dos grandes blogueiros não dá bola para nós, meros mortais! :-)
    Devem ter muito mais o que fazer…

  • rafield nerd

    unica coisa que eu faço é pedir para visitar meu blog eu não faço troca de visitas nem de clicks pois não quero perde minha conta vejam meu blog

    http://rafieldgames.blogspot.com.br  essa seria a forma mas o nesta para divulgar com todo respeito com o dono do site é claro