7 Erros Que Nunca Deve Cometer Na Criação De Vídeos

Uma das melhores e mais eficazes formas de comunicar atualmente é, sem dúvida, através de vídeo.

Além do video marketing ser uma das técnicas mais eficazes para aumentar as visitas de um site, e, também, uma das menos utilizadas por diversos motivos.

Fazer vídeos para a internet, continua a ser uma opção que encontra muita resistência da parte das pessoas (e das empresas também), que por motivos vários, têm receio de utilizar esta forma de comunicação para divulgarem os seus conteúdos.

Apesar de já ter falado aqui no Web Marketing sobre o grande poder do vídeo, como ferramenta de comunicação e marketing, e porque é um tema cada vez mais pertinente, vou publicar alguns artigos para ajudar os leitores a ultrapassarem as dificuldades na criação e publicação de vídeos.

Eu já crio e publico vídeos há quase 2 anos, e como tudo na vida, é um processo contínuo de aprendizagem. E eu, tal como vocês, não nasci ensinado. Por isso, e para lhe facilitar a tarefa, vou enumerar alguns erros, alguns deles que eu também cometi no início, para que você não os cometa e aprenda também com a minha experiência.

Costuma-se dizer que; “o hábito faz o monge”, e entre cursos que tirei e formações que assisti, aprendi muito durante este período sobre vídeo, e hoje posso dizer que, não me tendo especializado apenas nesta área, percebo bastante sobre o assunto.

Como já disse no passado, não sou nenhum Alan Delon, nem quero ser, e nem tão pouco é esse o meu objetivo – se fosse, devia dedicar-me a um vlog e não a um blog – mas, como vou explicar mais à frente, não temos de ser artistas de cinema para criar vídeos para a internet. Até porque, em certos casos, o ideal é utilizar o vídeo para humanizar a comunicação com as pessoas.

Assim, aqui ficam 7 erros que você nunca deve cometer na criação de vídeos:

1 – Misturar Diferentes Conceitos de Vídeos

Este foi um dos erros que eu próprio cometi há muito tempo (logo no início) e que, depressa aprendi com o meu erro.

Tal como acontece com os textos, ou com qualquer peça de conteúdo, consoante a sua finalidade, esse conteúdo deverá ser criado de certa forma e respeitando certas regras base.

Um vídeo promocional, não é o mesmo que um vídeo tutorial ou vídeo-aula. Enquanto que no primeiro, deve-se ter em atenção aspetos como a música, as imagens, os efeitos, o copy (textos), o call to action, etc, de forma a conseguir produzir um vídeo mais atrativo e interessante de ver, no video tutorial, isso já não se aplica, de todo. Neste segundo caso, é muito mais importante, passar a informação da melhor forma possível, e de forma a que os interessados a percebam com facilidade. Misturar os dois conceitos é um erro crasso. Acredite, eu sei!

2 – Não Rever o Vídeo Antes de o Publicar

Embora seja mais ou menos óbvio, a não revisão atenta de um vídeo, pode levá-lo a cometer erros graves, e nesse caso, o efeito é contra-producente, isto é, ao invés de tirar benefícios da publicação do seu vídeo, arrisca-se a receber feedback negativo por parte das pessoas que o vão ver, por conter incorreções ou informações menos claras.

Não me refiro a pequenos erros que pode ser resolvido com uma anotação ou com uma menção no fim do vídeo. Também não será por aí, mas sim a erros mais graves que podem, efetivamente, gerar um efeito negativo à volta do seu vídeo.

3 – Querer Fazer o “Vídeo Perfeito”

Este é talvez, um dos erros mais comuns e um dos obstáculos comuns na criação de vídeos.

Mentalize-se de uma coisa: o vídeo perfeito não existe! Aquilo a que muitos aspiram e que, provavelmente por isso acabam por desistir, é que não se acham capazes de criar o vídeo perfeito.

Embora compreenda o sentimento, não podia estar mais em desacordo com esta abordagem. Os vídeos para a internet não se querem perfeitos. Se nós não somos perfeitos, porque raio haviam os nossos vídeos de o ser?

Não existem vídeos perfeitos na internet, a não ser que contrate uma produtora de vídeo para o fazer por si, mas essa não é, de todo, a ideia. E, mesmo assim, pode muito bem não ficar lá muito bem!

Tente fazer o vídeo o melhor que sabe e consegue, e desde que não cometa outros erros, esse esforço dará os seus frutos. Acredite!

4 – Fazer Vídeos Muito Longos

Embora hajam assuntos que impliquem vídeos de maior duração, como são a maior parte dos vídeo tutoriais, deve-se tentar manter os vídeos o mais curtos possível, de forma a que não se tornem maçadores para quem os vê.

Os utilizadores da internet estão cada vez mais exigentes, e por isso, não dão tanto tempo a todos os conteúdos que encontram, tal é a quantidade e diversidade de informação presente na web.

Por estas razões, é importante tentar sintetizar as mensagens, e sempre que possível, em vez de criar um vídeo de 15 minutos, criar vários vídeos entre 2 e 4 minutos (mais coisa, menos coisa).

5 – Falar Só Sobre Si

Quando se cria um vídeo, deve-se ter alguma atenção ao fato de não estar concentrado em si mesmo, mas sim no conteúdo e mensagem que pretende passar para os destinatários.

As pessoas não querem saber se você é assim ou assado, o que querem é conteúdo de valor.

Não se prenda com mensagens que não acrescente real valor a quem vê os seus vídeos. Não é isso que interessa! Isso não é importante!

Importante, é que ao terminar o vídeo, quem o viu, reconheça valor na mensagem que você transmitiu. Isso sim, é verdadeiramente importante!

Excepção feita para o caso de um blog pessoal em que o assunto seja você, claro.

6 – Excesso de Informação Visual

Um pouco à semelhança das páginas web, não se deve atafulhar o ecrã com todo o tipo de texto e imagens de forma atrapalhada e confusa. Isso também irá confundir quem vir o vídeo.

Excesso de imagens, efeitos, textos muito longos, etc, são tudo aspetos que devem ser considerados quando se está a criar um vídeo.

O principal objetivo de um vídeo, deverá ser passar uma mensagem. Ora, se os aspetos visuais se atropelam uns aos outros, ou o som não é claro, ou os textos são demasiado longos, as chances da mensagem ser passada com sucesso, são mínimas.

Dê prioridade à clareza sonora e visual, de forma a maximizar o potencial do vídeo na passagem da sua mensagem.

7 – Não Criar Um Bom Título e Descrição do Vídeo

É muito frequente encontrar-se vídeos, cujo título não corresponde ao conteúdo.

Pense como você reagiria, se eu publicasse um vídeo cujo título fosse algo tipo “Como ficar rico em 15 dias”, e o conteúdo se resumisse a eu impingir-lhe um programa qualquer, ou se o título fosse “As imagens secretas do Cristiano Ronaldo” e o conteúdo fosse a mostrar imagens que já passaram em outros meios de comunicação social e que já toda a gente viu.

À semelhança do que já disse aqui no web marketing, sobre a criação de títulos de artigos que não correspondem ao conteúdo, e que têm como consequência, desiludir e criar no leitor a sensação de frustração por terem sido iludidos, no vídeo passa-se exatamente o mesmo.

Respeite o utilizador, e ele vai respeitá-lo de volta.

Espero que tenha gostado destas dicas. Eu gostei de as compilar para partilhar aqui no blog.

Espero também que estas o(a) ajudem a não cometer os erros que eu cometi no início, bem como os outros erros que enumerei aqui, de forma a que consiga ter mais sucesso na criação de vídeos para a internet e a melhorar os seus resultados com vídeo marketing!

  • Olá João, tudo bem?

    Dicas importantes meu caro amigo. Confesso que ainda
    não me aventurei nesta seara.

    Mas como diz o ditado, “Se não pode vencer
    junte-se a eles”, é a tendência mesmo. E como
    você já está anos-luz na frente deste conceito
    vou estudar as suas dicas e começar a criar vídeos.

    Se me permite, você até poderia criar um post detalhando
    os artigos que você já fez para esta matéria, onde colocaria
    os links para os mesmos. Informações sobre qual software utilizar
    quais os agregadores de vídeos, enfim o que está relacionado ao
    tema.

    Parabéns meu amigo pela excelência das informações postadas!

    Abraços,
    Jan Carle

  • Olá Jan,

    Obrigado amigo!

    Já tenho ideia de escrever vários artigos sobre o tema, mas vou aproveitar a sua ideia e recuperar todos os temas para ver se a coisa sai com sequência :), por isso fique atento!

    Abraço,
    JR