Como Conseguir Emprego – Dicas Práticas (parte 1)

Uma das realidades com que cada vez mais portugueses se deparam é, sem dúvida, o desemprego. Um fenómeno transversal a todos os sectores de actividade e que não escolhe idades nem habilitações literárias. E perante uma situação inesperada de desemprego o que fazer? Que estratégias pessoais e profissionais deverá adoptar?

conseguir-emprego

Deixo-lhe aqui um conjunto de dicas que lhe poderão ser úteis caso venha (ou esteja) a passar por uma situação inesperada de ficar sem trabalho.

1. Pedir Carta de Recomendação

Antes de deixar o seu trabalho peça uma carta de recomendação. À primeira vista pode parecer-lhe estranho fazer este pedido a alguém que o vai dispensar, mas acredite que lhe será muito útil. Em todas as entrevistas que terá no futuro, existirá uma pergunta comum “Porque saiu da empresa?”. Ter uma carta de recomendação da sua anterior entidade empregadora poderá ultrapassar algumas interrogações acerca do seu recente passado profissional.

2. Actualize o Seu CV

O seu Curriculum Vitae será o seu cartão de apresentação nos próximos tempos. Elabore um CV cuidado e detalhado qb. Descreva as suas competências e experiência. Torne-o simples, lembre-se que a maioria desses CV será lido longe da sua presença e não terá oportunidade de esclarecer alguma dúvida in loco. Na internet poderá encontrar alguns bons modelos.

Perca algum tempo e redija o seu novo CV também em inglês. Cada vez mais as empresas pedem para que apresente a sua candidatura noutras línguas.

3. Presença Online Profissional

Se ainda não tem uma conta no LinkedIn será esta a altura de tratar disso. O LinkedIn deverá obviamente ser o espelho do seu CV em papel. Com algumas vantagens, pois pode pedir recomendações, pode candidatar-se a vagas directamente naquela rede, pode conectar-se com grupos e setores que lhe interessem profissionalmente, tornando-o mais visível e actualizado.

A foto a utilizar no LinkedIn tem que ser sóbria, ajustada e ponderada. Não vale tudo, como no Facebook.

Faça uma pequena descrição de si. Pense nas suas melhores qualidade profissionais e descreva-as no seu perfil inicial.

4. Presença Online Pessoal

Analise que tipo de presença e comportamento tem nas outras redes pessoais, como por exemplo o Facebook. Lembre-se que o próximo empregador poderá tentar procura-lo nas redes sociais e tentar perceber que comportamento e conduta tem na sua vida pessoal.

Comentários agressivos, condutas violentas e fundamentalismos poderão não o favorecer, muito menos junto de quem não o conhece e que está a tentar saber um pouco de si.

Uma foto descontextualizada pode dar uma imagem de si que não deseja. Reveja o que é partilhado apenas para os seus amigos do que é partilhado para o público em geral.

Estes serão os primeiros passos. No próximo artigo continuarei a escrever sobre a mesma temática, sobre que acções a tomar numa fase seguinte. Lembre-se que cada caso é um caso e estas são apenas dicas gerais. Muitas outras serão válidas e porventura bem ajustadas a cada situação concreta.