Facebook Vai Lançar Motor de Busca

O Facebook prepara o lançamento de um motor de busca!
Este fato embora não sendo propriamente uma novidade para alguns, não deixa de ser algo que me parece muito interessante e que poderá trazer algo de grande valor a todos os webmasters e bloggers.

Há uns tempos publiquei aqui no Web Marketing um artigo; Google vs. Facebook, onde abordei a minha visão sobre as vantagens de amboas alargarem a sua presença e raio de ação a áreas que são especialidade do outro, como é o exemplo do Google lançar uma rede social, (Google+) e do Facebook lançar um motor de busca.

motor busca facebook

Até porque se formos a ver bem, é mais ou menos óbvio que o Bing não consegue destronar o Google na liderança do mercado de buscas, nem mesmo incomodar, pelo menos fora dos Estados Unidos, o que para nós utilizadores é muito preocupante.

Lembre-se que, seja em que mercado for, o pior cenário para os utilizadores/clientes é sempre um cenário de monopólio.

Num cenário de monopólio, o detentor desse monopólio, está numa posição priveligiada para “ditar as regras do jogo” e os utilizadores/clientes não têm outro remédio a não ser sujeitarem-se e cumprir com todas as exigências ou caprichos do detentor do monopólio.

Se olhar com atenção para o que tem acontecido nos útimos anos, no mercado das buscas/motores de busca, facilmente conclui que temos assitido a um constante adotar de novas regras estipuladas de forma unilateral, às quais os webmasters e bloggers têm de se adaptar rapidamente sob pena de serem penalizados pelos animais que o Google vai publicando (Panda, Pinguim, etc).

Uma outra grande desvantagem deste monopólio, para quem investe em publicidade em motores de busca (SEA – Search Engine Advertising) é que o CPC do Google Adwords (custo por clique) tem vindo a subir consideravelmente nos últimos anos, fruto do aumento da procura e da pouca oferta ou falta de alternativas ao Google com dimensão idêntica.

Todas estas desvantagens seriam diluídas, caso houvesse outro player que oferecesse uma solução credível e de qualidade.

Se considerarmos que o Facebook, ainda sem “fazer nada”, já recebe cerca de um bilião de pesquisas por dia, então parece-me que existe aqui uma excelente base para poder ser criado um motor de busca que possa ganhar dimensão. Já para não falar que o Facebook tem uma base de utilizadores que, segundo uma atualização recente em Outubro passado no Yahoo Finance, já vai com cerca de um bilião de utilizadores ativos por mês, o que é um valor impressionante.

Além de todas as outras evidentes vantagens, o Facebook tem uma grande vantagem que resulta da aprendizagem que é possível fazer com base no histórico de utilização e pesquisas dentro do próprio Facebook.

É claro que, a partir daqui levantam-se muitas questões:

  • como é que irá funcionar este motor de busca?
  • que elementos irá considerar relevantes para criar os seus rankings?
  • como irá organizar os resultados?
  • dará o Facebook importância a mais às recomendações dentro do próprio FB para organizar os rankings?
  • terá como base ou alguma relação com o EdgeRank?
  • terá alguma relação com o criar engagement no Facebook?

Em qualquer dos casos, este é ainda mais um aspeto que importa considerar para desenvolver o seu plano de marketing digital considerando uma atividade de marketing no Facebook, como elemento (quase) obrigatório para conseguir aumentar a exposição dos seus conteúdos e fazer chegar a sua mensagem a mais possíveis interessados.

Preparado(a) para um novo motor de busca?

Embora a informação ainda seja algo escassa, agrada-lhe a ideia?

GOSTOU DESTE CONTEÚDO?
ASSINE GRATUITAMENTE E RECEBA TODOS DICAS NO SEU EMAIL!

A sua privacidade é garantida a 100%!
  • Gilberto dos Santos Júnior

    Olá João Rodrigues. Primeiramente parabéns pelo artigo. Muito bem escrito. Sobre o assunto vejo que a forma com que alguns setores monopolizam algo realmente só tem a prejudicar os consumidores. Digo isso, pois em minha cidade o transporte público é monopolizado pela única empresa prestadora de serviço e a população fica totalmente indignada com a qualidade dos serviços prestados. Apenas o discordo com quando diz que o Google se beneficia de seu poder monopolista para explorar o preço colocado por seus serviços. Acho que é uma estratégia quase óbvia de cobrar um preço mais alto por um produto que está oferecendo um resultado maior. Se tenho um remédio que promete emagrecer em 1 mês, porém o resultado aparece em 1 semana, certamente o preço deste produto será proporcionalmente aumentado de acordo com a satisfação que o traz. Não creio que o Google age como um monopolista. Outras empresas são livres para criarem suas páginas, porém considero bastante difícil tirar a cultura ‘Googlista’ dos internautas. Sobre o lançamento da ferramenta de busca do Facebook acho que vai chegar mais próximo ao Google em termos de eficiência, porém acredito que a ferramente de busca do Facebook pode se beneficiar de dois aspectos: Primeiro, mais fonte de informação. Os usuários ficarão expostos totalmente a gerar dados para o Facebook, com os históricos de pesquisa, horários, gostos, preços, percurso, enfim todas as informações que serão captadas dentro mesmo rede social. Mais dados = mais uso = mais eficiência. Em Segundo digo que o Facebook tem uma vantagem relativa às ferramentas usadas pelo Google para seleção da ordem de resultados na busca. Em minha opinião, o Facebook poderia agregar alguns fatores que são feitos dentro da rede social para agregar pontos aos resultados de busca. Ex: quando buscar por ‘webmarketingpt’ além dos fatores que influenciam para estar no topo da lista, ter também um peso consideravelmente relativo para o que o ‘webmarketingpt’ usa dentro do facebook, ou seja, quanto mais o ‘webmarketingpt’ usar e levar público, divulgar, investir e explorar o Facebook, mais pontos ele ganha para ser topo dos resultados da busca. É uma situação de colaboração mútua onde a empresa leva e investi na rede social e a rede social devolve colocando-a no topo para resultados procurados. Além disso, os dados gerados com as buscas poderão dar parâmetros mais específicos que os tragos pelo Google, pois quando o usuário fizer uma busca, junto com a busca estará sua idade, sua nacionalidade, sua cidade, seus hábitos (pois no Facebook tem o trabalho e o que faz), seus parentes para agregar o resultado para mais pessoas da família. Enfim, creio que o Facebook tem uma infinidade de dados a mais que o Google para ter uma segmentação de publico totalmente eficiente. Espero ter passado minha visão com clareza. Um grande abraço à todos.

  • Obrigado pelo comentário Gilberto!
    De facto é como diz, existe muito caminho que pode ser percorrido com estas novidades.
    Resta saber, que benefícios irão trazer a nós – utilizadores – e como poderemos passar esse benefícios para os nossos projetos!
    Abraço,
    JR

  • Pingback: Facebook Lança Graph Search – Guerra Com Google Aquece! | Web Marketing PT()