Google Condenado Por um Tribunal Francês Por Difamação

A Google e o seu Chief Executive Eric Schmidt, ficaram agora mais pobres (ou menos estupidamente milionários), dada a indemnização que foram obrigados a pagar depois de terem sido condenados por um tribunal francês por difamação.

A acusação baseou-se numa situação relacionada com o Google Suggest, que para os mais distraídos, é a ferramenta que sugere ou completa os termos de pesquisa quando estamos a escrever algo no motor de busca.

Aparentemente, quando inserido o nome do queixoso no Google, este “sugeria” os termos “rapist” e “satanist”.

Algo que, acho curioso, já que o Google é tão exigente e peculiar com a informação, mas enfim, parece que desta vez algo “escapou”, e por isso, foi condenado ao pagamento de 5.000 euros (uma fortuna para o Google) e a garantir que não iria repetir a “ofensa”. (Link para a notícia no site do Google)

Parace que a Google ainda vai recorrer da decisão, alegando que, não é o Google que faz essas sugestões, ele apenas reflete os termos mais comuns de serem pesquisados.

Não vou argumentar se o queixoso tem razão ou não, pois isso não me compete a mim, nem tão pouco é do meu interesse discutir esse aspeto.

O que é fato é que, independentemente de quem tem razão, este caso poderá abrir um precedente para outras situações. E, nos Estados Unidos, quase que existe uma tradição para haver casos em tribunal que “não lembra ao diabo”, de tão bizarros que são, por isso não me chocava muito que, começassem a aparecer notícias idênticas ou da mesma natureza, quanto mais não seja de algum “artista” que se lembre que poderá ser uma boa ideia, “sacar uns trocos” ao gigante Google.

Acham que o Google deveria aplicar alguns filtros para evitar que apareçam alguns termos como sugestão ou isto é uma falsa questão?

GOSTOU DESTE CONTEÚDO?
ASSINE GRATUITAMENTE E RECEBA TODOS DICAS NO SEU EMAIL!

A sua privacidade é garantida a 100%!