Como Proteger o Seu Conteúdo Contra o Plágio

O Plágio é uma praga que aflige todos aqueles que criam e publicam conteúdo para a internet.

Infelizmente para nós, muitas pessoas não têm noção do trabalho que dá para criar conteúdo original e de qualidade, e, ou por falta de respeito ou por desleixo ou distração, retiram conteúdos de outros sites ou blogues para publicar no seu, sem sequer deixarem um link de crédito para o artigo original.

Eu quero acreditar que a maior parte das pessoas que o fazem, fazem sem intenção, mas como diz o velho ditato: “De boas intenções está o inferno cheio”.

Seja como for, cada vez mais é fundamental ter controlo sobre os conteúdos que criamos, por vários motivos:

  • indexação e rankings nos motores de busca
  • penalizações por conteúdo duplicado
  • proteção da nossa imagem enquanto blogger ou especialista numa certa temática
  • falta de reconhecimento e do devido crédito pelo nosso trabalho

Quanto mais não seja por este último, acho fundamental a colocação de um link para a fonte.

Sejamos honestos, um homem não é uma ilha, e todos nós temos as nossa fontes de inspiração. Isso não se questiona.

Até porque, é uma mais valia para o leitor de qualquer blogue ou site, aceder a conteúdo rico, relevante e de qualidade. Mas replicar na íntegra conteúdos publicados em outros blogues, sem tão pouco colocar um link para o artigo original, não é uma atitude éticamente correta. DUH!?!

Parece-me óbvio dizer isto, mas pelo que tenho visto, isto não é claro para muita gente.

Eu próprio, tenho encontrado com alguma frequência, réplicas integrais de artigos que eu escrevi em outros blogues, sem que tenham colocado um link para o meu artigo dando o merecido crédito.

Assim, torna-se cada vez mais importante tomar medidas para evitar estas situações, bem como para as resolver quando elas ocorrem.

Para tal, existem algumas ferramentas que o podem ajudar, algumas das quais eu utilizo aqui no Web Marketing para combater o plágio dos meus conteúdos.

Copyscape

O Copyscape é uma ferramenta de combate ao plágio que tem uma versão gratuita e uma paga, e que lhe permite fazer um scan da web para analisar se encontra conteúdos iguais aos do url que insere no início da análise.

A versão gratuita tem algumas limitações, como é óbvio.

O Copyscape disponibiliza ainda 2 serviços pagos, o Copyscape Premium e o CopySentry, em que o primeiro é, basicamente, uma extensão da versão gratuita, com a possibilidade de análise de até 10.000 páginas (é preciso ter um site muito grande para lá chegar) entre várias outras opções disponíveis apenas na versão paga, como é o caso da cinsulta por batch. Já o segundo é um sentinela permanente que pesquisa a internet diariamente ou semanalmente para ver se encontra cópias dos seus conteúdos e lhe manda um email quando isso acontece.

O Copyscape, seja na versão gratuita, como na versão paga, disponibiliza selos de proteção de conteúdo que pode (e deve) colocar no seu site para dissuadir os plagiadores.

DMCA

O DMCA disponibiliza algumas ferramentas interessantes de combate ao plágio, que vale a pena ver, até porque permite 2 scans gratuitos e dá mais resultados que o Copyscape (na versão gratuita).

Naturalmente também tem serviços pagos, mas para ter uma ideia de como funciona, clique em Protection Pro no menu principal e tem a possibilidade de inserir o url do seu site e fazer 2 scans gratuitos.

Além disso disponibiliza também um serviço muito interessante de image watermark, que coloca uma marca nas suas imagens, de forma a que se estas forem copiadas, serão com a sua marca lá colocada, o que por si, também ajuda a dissuadir os rapinadores de conteúdo, além de que, cada vez que alguém usa uma imagem que esteja alojada no seu servidor, vai usar os seus recursos e não os dele.

Confesso que ainda não testei o WaterMarker, mas estou a pensar seriamente no assunto.

Conclusão

Temos que cada vez mais proteger o mérito e o reconhecimento do nosso trabalho, já que aparentemente, há muita gente que não o sabe fazer, e por isso aconselho vivamente que subscreva uma ou várias soluções de proteção do seu conteúdo.

Também me dirão:

mas colocar um selo no site não impede a cópia!

Não, é óbvio que não. O que faz é dissuadir os plagiadores de o fazer, pois vêem que esse site tem um serviço de monitorização e controle de plágio, e que por isso podem ser facilmente “apanhados”.

Num próximo artigo irei falar sobre o que fazer quando o seu conteúdo é alvo de plágio.

Visite estes recursos e veja se os seus conteúdos já foram rapinados por alguém! Eles andam aí….

Já usa algum destes serviços?

Conhece algum serviço que recomende?

  • Cabraljan

    Olá João, tudo bem?

    Meu caro há quanto tempo não deixo um comentário por aqui hein? estou vivo ok? rsrsrs. É a correria meu amigo, atualmente nem o meu blog tenho atualizado mais, é muito trabalho.

    Parabéns por sua postagem, esta é uma dica valiosa. Eu conhecia apenas a Copyscape, e já a utilizava. Resolvi fazer um pequeno teste com a segunda empresa, para um minisite que possuo, e para minha surpresa já descobri pirataria, meu amigo, o serviço é muito bom mesmo.

    Aliás, ultimamente venho descobrindo muitas cópias de meus minisites e artigos que já estou até desistindo de reclamar.

    Valeu pela postagem João.

    Forte abraço,

    Jan

  • Madalena Lobo

    Excelente post, como sempre, João. As coisas que eu aprendo consigo! Deixo uma nota, que me é cara (metaforica e literalmente): para os plágios de conceito, tem-me sido muito útil ter programados alguns alertas do Google; não é uma ferramenta top notch, mas dá imenso jeito para se ir percebendo quem anda a fazer plágios encapotados com palavras diferentes. Esse é um dos problemas graves que nós temos na Oficina de Psicologia… Abraço, Madalena Lobo

  • Esperava por este artigo há algum tempo, de facto combater a copia é complicado, informações relevantes, parabéns pelo trabalho desenvolvido.

  • Olá Jan,
    Seja bem aparecido amigo!
    Pois, eu sei o que é isso…
    Mas não deixe de passar por cá sempre que tiver uma oportunidade :)

    Pois eu também descobri esse há pouco tempo e estou a gostar muito. É muito útil.
    Mas não desista de reclamar, senão os “rapinadores” ainda se sentem mais à vontade para “rapinar”.
     
    Grande abraço e vá aparecendo!
    JR

  • Olá Madalena!
    É um prazer recebê-la aqui no WMPT :)
    Espero que apareça mais vezes!

    Essa também é uma excelente dica, pois não sendo especificamente para isso, mas o Alerts serve o propósito e é outra ferramenta que deve estar no arsenal de qualquer criador de conteúdo.
    Abraço,
    JR

  • Obrigado Bruno!
    Eu sei, estava nas minhas notas. :)Eu nunca me esqueci, mas confesso que foi ficando para trás.
    No entanto, demorei mas cumpri!

  • Ed Gomes

    João, como registro os conteúdos de forme a não deixá-lo sem dono na web?
    Como monitorar, encontrar cópias, ok, mas e o registro?

  • @7e6f4f3b440c99fce7925357c07378c5:disqus
    Obrigado pelo comentário Ed.
    O ideal será subscrever um plano pago no DMCA (link no artigo), já que o DMCA faz isso tudo (monitorização, deteta cópias e tem inclusive mais funcionalidades)

  • Antonio Carlos

    Excelente Post eu sempre uso o site Copyscape. Porém eu ainda não utilizo a versão paga, eu protejo os meus artigos com o plugin RSS Footer, existem também uma função no plugin WordPress SEO da Yoast, estou testando em meu blog e estou satisfeito.

    Parabéns pelo Blog.

  • @78d831faf890d3d0a3127cbf24207136:disqus

    Bem-vindo ao WMPT e obrigado pelo comentário António!
    Ainda bem que achou o post útil.
    Se quiser assine a newsletter e fique por dentro de todos os conteúdos.

  • Wesley Marinho

    Uso o Dmca Mais meu blog teve muitos artigos copiados por um certo cara.. De uma olhadinha e me ajude se tiver como.

    meu blog – http://www.alternativaproblogger.com.br/2012/05/ganhar-dinheiro-com-blog.html

    blog do plagiador – http://alternativasdicas.blogspot.com.br/2013/01/invista-e-comece-ganhar-dinheiro-com.html

    se poder me ajudar agradeço muito.

    Um Abraço..

  • @wesleyextreme103:disqus

    Olá Wesley e bem-vindo ao Web Marketing!
    O DMCA não resolve as cópias por si próprio, a anão ser que subscreva um plano pago, e mesmo assim não é garantido. O DMCA funciona essencialmente como fator dissuador.
    No entanto, o primeiro passo é sempre contatar a pessoa. Este contato deve ser feito com elevação e de forma correta, caso contrário pode ter o efeito contrário. Se não resultar, então deve passar para outras práticas, como difundir o blog em questão no seu e noutros sítios como sendo um “rapinador de conteúdos” de forma a que ele ganhe má reputação.
    Espero ter ajudado.
    Abraço,
    JR